De outros

Descobrindo o melhor das influências francesas no interior da Suíça

Descobrindo o melhor das influências francesas no interior da Suíça



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Uma viagem à Suíça pode ser como visitar três países diferentes - França, Alemanha e Itália - todos únicos, todos maravilhosamente especiais, todos dentro da Suíça. Limitada pelo tempo, escolhi uma excursão ao estilo francês pelo país.

“Boa tarde”, disse o motorista. “Bem-vindo a Genebra”, dizendo o nome como se fosse um chocolate importado. E com essa saudação minha introdução à região francesa da Suíça - Lago de Genebra e além - começou. Meu objetivo era explorar a comida e bebida excepcional da área, junto com sua acomodação extraordinária; e esta prometia ser uma odisséia gourmet.

Crédito da foto: Cynthia Dial

Nas margens do maior lago da Suíça e no sopé da montanha mais alta da Europa, o Mont-Blanc, fica Genebra - conhecida por seu icônico relógio repleto de flores e sua tromba d'água de 459 pés jorrando do lago chamado Jet d'eau. Comemorando 2.000 anos de história, esta cidade é o berço da relojoaria suíça, da Cruz Vermelha Internacional e da sede europeia das Nações Unidas. É o lar de 30 chocolatiers mestres, 40 museus, 15 hotéis cinco estrelas e 10 restaurantes gourmet estrelados pelo guia Michelin.

Cortesia da foto do Hôtel Président Wilson

Descobri Genebra a partir do Hôtel Président Wilson, o tipo de hotel com piscina de água salgada, Spa La Mer (o primeiro spa da Suíça usando La Mer Crème) e a suíte Royal Penthouse (uma das mais caras do mundo por US $ 75.000 por noite), que tem entretido convidados como o Rei da Arábia Saudita e Céline Dion.

Cortesia da foto do Hôtel Président Wilson

Seu restaurante Bayview dirigido pelo Chef Executivo Michel Roth (uma estrela Michelin), apela para o conjunto beluga. Durante uma extravagância de quatro horas e oito pratos, o destaque da refeição foram as vieiras marinadas da Bretanha servidas com sopa de creme DuBarry e couves coloridas, complementadas por Sauvignon Blanc, D. Villard, Genève, 2011. Filosofia do Chef Roth: “Eu gosto convidados a se sentirem convidados para jantar na casa de um amigo, ao mesmo tempo em que descobrem alguns pratos surpreendentes e originais. ”

Foto cortesia de Crans-Montana

Perto dali, Crans-Montana, uma estação de esqui, pode ser alcançada de trem para Sierre, seguido por uma curta caminhada até o funicular e um passeio de 12 minutos até a montanha. Situado entre os Alpes, é o cruzamento da diversão do verão com o inverno maravilhoso. Tornado famoso pela natureza - pastagens ricas acentuadas pelos sinos das vacas residentes, vales brotando milhares de flores silvestres, vinhas nas encostas e uma infinidade de montanhas - foi comparado a resorts suíços como Gstaad e St-Moritz (mas com 300 dias de brilho do sol). O residente Sir Roger Moore explica: “Em nenhum lugar do mundo você encontrará um lugar mais tranquilo ou mais bonito.”

Crédito da foto: Cynthia Dial

Enquanto o Hôtel Président Wilson é sofisticado, o LeCrans Hôtel & Spa é mais aconchegante. Ilustrativo do estilo de vida nas montanhas, o chalé de luxo é definido pela arquitetura tradicional de estilo alpino, extensos decks de madeira, janelas do chão ao teto e picos cobertos de neve que parecem som surround. O restaurante do hotel, LeMontBlanc (16 pontos Gault Millau), é uma grande experiência que inclui um menu de mesa do chef que é servido na cozinha. (Observação: como o Michelin, Gault Millau é um dos guias de restaurantes mais influentes da França). Os oito pratos e oito combinações foram aprimorados em sua conclusão por um cone de algodão doce artesanal e o vinho de sobremesa, Blandice Banc, Varone 2009.

Crédito da foto: Cynthia Dial

Localizada na Riviera Suíça, às margens do Lago Genebra, a cidade de Vevey é uma homenagem à sua rica história. As ruas estreitas estão repletas de prazeres para o pedestre, como lojas de artesanato, chocolaterias e cafés nas calçadas. O cenário é sereno, um lago plácido, calçadão e cadeiras em forma de cadeira sobre as rochas com vista para a água. Seus encantos são tão atraentes que Charlie Chaplin escolheu o cenário como seu lar durante seus últimos 25 anos. O tributo da cidade ao seu morador mais famoso é uma escultura em tamanho real do ator. Como sede da Nestlé, a icônica escultura do garfo de Vevey espetada no lago anuncia que o Nestlé Food Museum está próximo.

Um trem de vinhedos percorre a região vitivinícola de Lavaux, a área vinícola da UNESCO da região do Lago de Genebra, que representa uma tradição de 800 anos e conta com 250 vinicultores. Aqui, os vinicultores criaram vinhos excepcionais em um território confinado de quase 3.500 acres - com Chasselas representando mais de dois terços da produção local, seguido por Gamay e Pinot Noir. O evento mais especial da área é o Vintners ’Festival, uma celebração tradicional em homenagem ao mundo do vinho que ocorre de quatro a cinco vezes a cada século. Pense em Mardi Gras com Carnivale com Rose Bowl Parade e você entendeu. O próximo festival está agendado para 2019.

Cortesia da foto do Hôtel des Trois Couronnes

Criado em 1842, o Hôtel des Trois Couronnes em Vevey continua sendo um dos hotéis de prestígio mais antigos da Suíça e um dos melhores da Europa. O tapete vermelho percorre toda a extensão dos degraus da frente até um hall de entrada aberto com vários níveis e colunas de mármore. Desde a sua inauguração, ofereceu alojamento a hóspedes ilustres como o Imperador Bonaparte, o Príncipe de Gales e Tchaikovsky; e o caso de amor do hotel com seus hóspedes continua. O gerente assistente Sébastien Cheneval explica: “Os suíços trabalham para arrancar um sorriso de você - para fazê-lo feliz.”

Cortesia da foto do Hôtel des Trois Couronnes

O Chef Lionel Rodriguez com restaurante Les Trois Couronnes (15 pontos Gault Millau, uma estrela Michelin) concentra-se na cozinha do sul da França e produtos regionais. “O menu do nosso restaurante evolui ao longo de dois temas,‘ gourmandize ’e bem-estar”, explica Rodriguez. O jantar não decepcionou, especialmente o tártaro de dourada com entrada cítrica e crocante de endívia.

Crédito da foto: Cynthia Dial

A cidade velha de Lausanne (uma cidade francófona em Romandy), a Cité, testemunha a existência passada de uma animada cidade medieval. Situado em uma série de colinas íngremes (os locais afirmam que esta tipografia é responsável por suas lindas pernas femininas), é a sede do Comitê Olímpico Internacional e abriga uma catedral considerada uma joia da arquitetura gótica. Vinhedos em socalcos parecem estar em toda parte, geralmente com vista para o Lago Genebra. E não é de surpreender que os habitantes locais apreciem um bom vinho tanto quanto amam uma boa comida.

Foto cortesia de Beau-Rivage Palace

O Beau-Rivage Palace é um dos dois hotéis cinco estrelas da cidade e está classificado entre os 50 melhores hotéis de luxo do mundo. Cercado por 10 acres de jardins privados e um interior de hortênsias frescas, pisos de mármore, colunas imponentes e lustres de cristal, o lobby parecia luxuoso e digno de um vestido de noite. Seu Ballroom Sandoz (1908), uma obra-prima arquitetônica da Belle-Époque, foi o cenário do casamento de Diana Ross. Por quase 150 anos, o hotel tem sido o resort palaciano mais atraente do mundo com uma lista de convidados que inclui luminares sociais como Somerset Maugham e Coco Chanel, que supostamente o visitaram para escapar do tédio de sua casa em Paris.

Foto cortesia de Beau-Rivage Palace

Seu restaurante notável é Anne-Sophie Pic (18 pontos Gault Millau, duas estrelas Michelin). Um exemplo da arte do chef é a carne simental defumada com café arábica, espinafre de flor de laranjeira e musselina de alho. E com seu Cinq Mondes Spa (o primeiro desse tipo na Suíça), não é de se admirar que seus elogios continuem a crescer.

Crédito da foto: Cynthia Dial

Ao planejar sua própria viagem, é recomendável voar para a Suíça na Swiss Air e viajar dentro do país com um Swiss Pass (fornecido pelo Swiss Travel System, que cobre viagens ferroviárias, rodoviárias e fluviais). Em busca das melhores comidas, dos vinhos mais saborosos e dos alojamentos mais luxuosos, descobri uma região transbordando de tudo o que eu procurava. Como Mae West disse uma vez: "Muito de uma coisa boa é maravilhoso."


#WhenWeTravelAgain: Veja como enfrentar a Suíça Solo

Viajar sozinho pela Suíça é uma ótima maneira de vivenciar sua primeira viagem solo, mas, mesmo para viajantes individuais bem experientes, há muito para ver e fazer neste país europeu para alimentar seu entusiasmo e criar memórias para a vida toda.

Aqui estão sete grandes experiências para adicionar ao seu itinerário:

  1. Explore a emoção das cidades suíças
    Oferecendo uma experiência que realmente combina o antigo e o novo, as cidades suíças são ótimas bases quando você viaja sozinho. Sempre seguros, eles vêm cercados por uma paisagem espetacular (uma viagem de trem de 10 minutos o levará direto para o campo deslumbrante) e incorporam o estilo urbano e uma qualidade de vida superior que o tentará a se mudar - mesmo que apenas por um tempo .

Certifique-se de colocar alguns dias em Zurique (acima de) no seu itinerário. Encontre uma rica história na Cidade Velha, e bares e clubes da moda e o melhor da vida noturna nas partes mais novas da cidade. Qualquer que seja a cidade que você escolher para visitar, verifique com antecedência se há festivais, fogos de artifício e diversão ao ar livre - todas ótimas maneiras de conhecer locais e pessoas de todo o mundo e fazer conexões para a vida toda!

Mergulhe no campo

Você já viu os vilarejos pitorescos da Suíça em nossos filmes de Bollywood. A boa notícia é que é muito fácil chegar até eles das cidades com seu Swiss Travel Pass. Aninhadas no colo dos Alpes e dos vales circundantes, estas aldeias oferecem-lhe a oportunidade de descontrair, experimentar a vida e a cultura locais, bem como encontrar outros visitantes internacionais. Cada aldeia oferece um menu de atrações e excursões nas montanhas durante todo o ano, além de servir como ponto de partida para caminhadas no verão e oportunidades de esqui no inverno.


Imagem: Pixabay / Pexels

Vá para as montanhas
Pense na Suíça e nas montanhas e, felizmente, o país torna mais fácil para você chegar até elas. A jornada até o topo das montanhas é a bordo de um trem de roda dentada, um teleférico ou no funicular mais íngreme do mundo, o que é uma experiência única em si. As montanhas oferecem picos cobertos de neve com mirantes panorâmicos, milhares de quilômetros de trilhas para diferentes níveis de preparação física e muitos outros destaques alpinos.

Não saia da Suíça sem fazer uma viagem para Lucerna e a montanha natal, Monte Pilatus , experimente o Titlis Rotair - o primeiro teleférico giratório do mundo - enquanto se levanta para Mt Titlis , fazendo uma viagem até Jungfraujoch - topo da Europa de Interlaken, ou descobrindo o Palácio Glaciar no Matterhorn (acima de), a montanha tão familiar para nós por sua conexão com os chocolates Toblerone.

Escolha uma opção de estadia que agregue à sua experiência

A Suíça tem vários albergues da juventude com preços razoáveis, limpos, seguros e com localização central. Você pode escolher um quarto individual, um quarto duplo ou um beliche e ter acesso a uma cozinha central, saguão e lounge & ndash, todos excelentes para atender viajantes com interesses semelhantes. Mesmo que você prefira não se hospedar em um albergue, a maioria dos hotéis - sejam econômicos, de preço médio ou de luxo - oferece um quarto individual por uma tarifa mais baixa do que um quarto duplo.

Viaje com facilidade com o Swiss Travel Pass

O Swiss Travel System torna as viagens individuais no país sem complicações, porque a rede eficiente de transporte público - com tudo, desde trens de alta velocidade e pontuais a ônibus, barcos e bondes - está conectada e disponível para uso com o seu suíço Passe de viagem. O Swiss Travel Pass também oferece descontos incríveis na maioria das excursões nas montanhas e dá a você entrada gratuita para quase 400 museus!

Não se esqueça de entrar nas rotas de trem panorâmicas, uma parte da herança e história da Suíça e rsquos, e entre as rotas ferroviárias mais bonitas do mundo, permitindo que você experimente paisagens montanhosas majestosas, lagos cristalinos, geleiras azul-gelo, vales idílicos e aldeias encantadoras Enquanto vais. Uma viagem no Glacier Express ou no Bernina Express é altamente recomendável.

Compulsão sem restrição

Claro, sabemos que você vai se afogar em queijo e chocolate, mas há muito mais para colocar no seu prato. A culinária suíça tem influências alemãs, francesas e italianas, então você nunca fica sem opções de pratos incríveis para escolher, e isso é para todos, seja você um amante de carne ou um vegano. Muitos restaurantes oferecem uma refeição do dia, que inclui uma salada ou sopa, uma escolha de dois ou três pratos principais e uma sobremesa excelente se você estiver em férias com orçamento limitado. Em excursões de montanha, procure a opção & lsquopicnic & rsquo, onde você pode levar sua própria refeição.

Claro, não perca um dos segredos mais bem guardados do país: o seu vinho! Quase todas as regiões produzem seus próprios vinhos. O Viognier, Pinot Gris e Chardonnay da região do Lago de Genebra e o Merlot Bianco de Ticino são particularmente bem conhecidos. Você também pode fazer uma viagem aos vinhedos de Lavaux, classificados como Patrimônio Mundial da UNESCO

E, quando você quiser uma pausa das deliciosas iguarias suíças, há muitos restaurantes indianos para lhe oferecer desi gosto de casa.


#WhenWeTravelAgain: Veja como enfrentar a Suíça Solo

Viajar sozinho pela Suíça é uma maneira maravilhosa de experimentar sua primeira viagem solo, mas, mesmo para viajantes individuais bem experientes, há muito para ver e fazer neste país europeu para alimentar seu entusiasmo e criar memórias para a vida toda.

Aqui estão sete ótimas experiências para adicionar ao seu itinerário:

  1. Explore a emoção das cidades suíças
    Oferecendo uma experiência que realmente combina o antigo e o novo, as cidades suíças são ótimas bases quando você viaja sozinho. Sempre seguros, eles vêm cercados por uma paisagem espetacular (uma viagem de trem de 10 minutos o levará direto para o campo deslumbrante) e incorporam o estilo urbano e uma qualidade de vida superior que o tentará a se mudar - mesmo que apenas por um tempo .

Certifique-se de colocar alguns dias em Zurique (acima de) no seu itinerário. Encontre uma rica história na Cidade Velha, e bares e clubes da moda e o melhor da vida noturna nas partes mais novas da cidade. Qualquer que seja a cidade que você escolher para visitar, verifique com antecedência se há festivais, fogos de artifício e diversão ao ar livre - todas ótimas maneiras de conhecer locais e pessoas de todo o mundo e fazer conexões para a vida toda!

Mergulhe no campo

Você já viu os vilarejos pitorescos da Suíça em nossos filmes de Bollywood. A boa notícia é que é muito fácil chegar até eles das cidades com seu Swiss Travel Pass. Aninhadas no colo dos Alpes e dos vales circundantes, estas aldeias oferecem-lhe a oportunidade de descontrair, experimentar a vida e a cultura locais, bem como encontrar outros visitantes internacionais. Cada aldeia oferece um menu de atrações e excursões nas montanhas durante todo o ano, bem como serve como ponto de partida para caminhadas no verão e oportunidades de esqui no inverno.


Imagem: Pixabay / Pexels

Vá para as montanhas
Pense na Suíça e nas montanhas e, felizmente, o país torna mais fácil para você chegar até elas. A jornada até o topo das montanhas é a bordo de um trem de roda dentada, um teleférico ou no funicular mais íngreme do mundo, o que é uma experiência única em si. As montanhas oferecem picos cobertos de neve com mirantes panorâmicos, milhares de quilômetros de trilhas para diferentes níveis de preparação física e muitos outros destaques alpinos.

Não deixe a Suíça sem fazer uma viagem para Lucerna e a montanha natal, Monte Pilatus , experimente o Titlis Rotair - o primeiro teleférico giratório do mundo - enquanto se levanta para Mt Titlis , fazendo uma viagem até Jungfraujoch - topo da Europa de Interlaken, ou descobrindo o Palácio Glaciar no Matterhorn (acima de), a montanha tão familiar para nós por sua conexão com os chocolates Toblerone.

Escolha uma opção de estadia que agregue à sua experiência

A Suíça tem vários albergues da juventude com preços razoáveis, limpos, seguros e com localização central. Você pode escolher um quarto individual, um quarto duplo ou um beliche e ter acesso a uma cozinha central, saguão e lounge & ndash, todos excelentes para atender viajantes com interesses semelhantes. Mesmo que você prefira não se hospedar em um albergue, a maioria dos hotéis - sejam econômicos, de preço médio ou de luxo - oferece um quarto individual por uma tarifa mais baixa do que um quarto duplo.

Viaje com facilidade com o Swiss Travel Pass

O Swiss Travel System torna as viagens individuais no país sem complicações, porque a rede eficiente de transporte público - com tudo, desde trens de alta velocidade e pontuais a ônibus, barcos e bondes - está conectada e disponível para uso com o seu suíço Passe de viagem. O Swiss Travel Pass também oferece descontos incríveis na maioria das excursões nas montanhas e dá a você entrada gratuita para quase 400 museus!

Não se esqueça de entrar nas rotas panorâmicas de trem, uma parte da herança e história da Suíça e da história, e entre as rotas ferroviárias mais bonitas do mundo, permitindo que você experimente paisagens montanhosas majestosas, lagos cristalinos, geleiras azul-gelo, vales idílicos e aldeias encantadoras Enquanto vais. Recomenda-se uma viagem no Glacier Express ou no Bernina Express.

Compulsão sem restrição

Claro, sabemos que você vai se afogar em queijo e chocolate, mas há muito mais para colocar no seu prato. A culinária suíça tem influências alemãs, francesas e italianas, então você nunca fica sem opções de pratos incríveis para escolher, e isso é para todos, seja você um amante de carne ou um vegano. Muitos restaurantes oferecem uma refeição do dia, que inclui uma salada ou sopa, uma escolha de dois ou três pratos principais e uma sobremesa excelente se você estiver em férias com orçamento limitado. Em excursões de montanha, procure a opção & lsquopicnic & rsquo, onde você pode levar sua própria refeição.

Claro, não perca um dos segredos mais bem guardados do país: o seu vinho! Quase todas as regiões produzem seus próprios vinhos. Os Viognier, Pinot Gris e Chardonnay da região do Lago de Genebra e o Merlot Bianco de Ticino são particularmente bem conhecidos. Você também pode fazer uma viagem aos vinhedos de Lavaux, classificados como Patrimônio Mundial da UNESCO

E, quando você quiser uma pausa das deliciosas iguarias suíças, há muitos restaurantes indianos para lhe oferecer uma desi gosto de casa.


#WhenWeTravelAgain: Veja como enfrentar a Suíça Solo

Viajar sozinho pela Suíça é uma maneira maravilhosa de experimentar sua primeira viagem solo, mas, mesmo para viajantes individuais bem experientes, há muito para ver e fazer neste país europeu para alimentar seu entusiasmo e criar memórias para a vida toda.

Aqui estão sete ótimas experiências para adicionar ao seu itinerário:

  1. Explore a emoção das cidades suíças
    Oferecendo uma experiência que realmente combina o antigo e o novo, as cidades suíças são ótimas bases quando você viaja sozinho. Sempre seguros, eles vêm cercados por um cenário espetacular (uma viagem de trem de 10 minutos o levará direto para o campo deslumbrante) e incorporam o estilo urbano e uma qualidade de vida superior que o tentará a se mudar - mesmo que apenas por um tempo .

Certifique-se de colocar alguns dias em Zurique (acima de) no seu itinerário. Encontre uma rica história na Cidade Velha, e bares e clubes da moda e o melhor da vida noturna nas partes mais novas da cidade. Qualquer que seja a cidade que você escolher para visitar, verifique com antecedência se há festivais, fogos de artifício e diversão ao ar livre - todas ótimas maneiras de conhecer locais e pessoas de todo o mundo e fazer conexões para a vida toda!

Mergulhe no campo

Você já viu os vilarejos pitorescos da Suíça em nossos filmes de Bollywood. A boa notícia é que é muito fácil chegar até eles das cidades com seu Swiss Travel Pass. Aninhadas no colo dos Alpes e dos vales circundantes, estas aldeias oferecem-lhe a oportunidade de descontrair, experimentar a vida e a cultura locais, bem como encontrar outros visitantes internacionais. Cada aldeia oferece um menu de atrações e excursões nas montanhas durante todo o ano, bem como serve como ponto de partida para caminhadas no verão e oportunidades de esqui no inverno.


Imagem: Pixabay / Pexels

Vá para as montanhas
Pense na Suíça e nas montanhas e, felizmente, o país torna mais fácil para você chegar até elas. A jornada até o topo das montanhas é a bordo de um trem de roda dentada, um teleférico ou no funicular mais íngreme do mundo, o que é uma experiência única em si. As montanhas oferecem picos cobertos de neve com mirantes panorâmicos, milhares de quilômetros de trilhas para diferentes níveis de preparação física e muitos outros destaques alpinos.

Não deixe a Suíça sem fazer uma viagem para Lucerna e a montanha natal, Monte Pilatus , experimente o Titlis Rotair - o primeiro teleférico giratório do mundo - enquanto se levanta para Mt Titlis , fazendo uma viagem até Jungfraujoch - topo da Europa de Interlaken, ou descobrindo o Palácio Glaciar no Matterhorn (acima de), a montanha tão familiar para nós por sua conexão com os chocolates Toblerone.

Escolha uma opção de estadia que agregue à sua experiência

A Suíça tem vários albergues da juventude com preços razoáveis, limpos, seguros e com localização central. Você pode escolher um quarto individual, um quarto duplo ou um beliche e ter acesso a uma cozinha central, saguão e lounge & ndash, todos excelentes para atender viajantes com interesses semelhantes. Mesmo que você prefira não se hospedar em um albergue, a maioria dos hotéis - sejam econômicos, de preço médio ou de luxo - oferece um quarto individual por uma tarifa mais baixa do que um quarto duplo.

Viaje com facilidade com o Swiss Travel Pass

O Swiss Travel System torna as viagens individuais no país sem complicações, porque a rede eficiente de transporte público - com tudo, desde trens de alta velocidade e pontuais a ônibus, barcos e bondes - está conectada e disponível para uso com o seu suíço Passe de viagem. O Swiss Travel Pass também oferece descontos incríveis na maioria das excursões nas montanhas e dá a você entrada gratuita para quase 400 museus!

Não se esqueça de entrar nas rotas panorâmicas de trem, uma parte da herança e história da Suíça e da história, e entre as rotas ferroviárias mais bonitas do mundo, permitindo que você experimente paisagens montanhosas majestosas, lagos cristalinos, geleiras azul-gelo, vales idílicos e aldeias encantadoras Enquanto vais. Recomenda-se uma viagem no Glacier Express ou no Bernina Express.

Compulsão sem restrição

Claro, sabemos que você vai se afogar em queijo e chocolate, mas há muito mais para colocar no seu prato. A culinária suíça tem influências alemãs, francesas e italianas, então você nunca fica sem opções de pratos incríveis para escolher, e isso é para todos, seja você um amante de carne ou um vegano. Muitos restaurantes oferecem uma refeição do dia, que inclui uma salada ou sopa, uma escolha de dois ou três pratos principais e uma sobremesa excelente se você estiver em férias com orçamento limitado. Em excursões de montanha, procure a opção & lsquopicnic & rsquo, onde você pode levar sua própria refeição.

Claro, não perca um dos segredos mais bem guardados do país: o seu vinho! Quase todas as regiões produzem seus próprios vinhos. Os Viognier, Pinot Gris e Chardonnay da região do Lago de Genebra e o Merlot Bianco de Ticino são particularmente bem conhecidos. Você também pode fazer uma viagem aos vinhedos de Lavaux, classificados como Patrimônio Mundial da UNESCO

E, quando você quiser uma pausa das deliciosas iguarias suíças, há muitos restaurantes indianos para lhe oferecer uma desi gosto de casa.


#WhenWeTravelAgain: Veja como enfrentar a Suíça Solo

Viajar sozinho pela Suíça é uma ótima maneira de vivenciar sua primeira viagem solo, mas, mesmo para viajantes individuais bem experientes, há muito para ver e fazer neste país europeu para alimentar seu entusiasmo e criar memórias para a vida toda.

Aqui estão sete grandes experiências para adicionar ao seu itinerário:

  1. Explore a emoção das cidades suíças
    Oferecendo uma experiência que realmente combina o antigo e o novo, as cidades suíças são ótimas bases quando você viaja sozinho. Sempre seguros, eles vêm cercados por uma paisagem espetacular (uma viagem de trem de 10 minutos o levará direto para o campo deslumbrante) e incorporam o estilo urbano e uma qualidade de vida superior que o tentará a se mudar - mesmo que apenas por um tempo .

Certifique-se de colocar alguns dias em Zurique (acima de) no seu itinerário. Encontre uma rica história na Cidade Velha, e bares e clubes da moda e o melhor da vida noturna nas partes mais novas da cidade. Qualquer que seja a cidade que você escolher para visitar, verifique com antecedência se há festivais, fogos de artifício e diversão ao ar livre - todas ótimas maneiras de conhecer locais e pessoas de todo o mundo e fazer conexões para a vida toda!

Mergulhe no campo

Você já viu os vilarejos pitorescos da Suíça em nossos filmes de Bollywood. A boa notícia é que é muito fácil chegar até eles das cidades com seu Swiss Travel Pass. Aninhadas no colo dos Alpes e dos vales circundantes, estas aldeias oferecem-lhe a oportunidade de descontrair, experimentar a vida e a cultura locais, bem como encontrar outros visitantes internacionais. Cada aldeia oferece um menu de atrações e excursões nas montanhas durante todo o ano, bem como serve como ponto de partida para caminhadas no verão e oportunidades de esqui no inverno.


Imagem: Pixabay / Pexels

Vá para as montanhas
Pense na Suíça e nas montanhas e, felizmente, o país torna mais fácil para você chegar até elas. A jornada até o topo das montanhas é a bordo de um trem de roda dentada, um teleférico ou no funicular mais íngreme do mundo, o que é uma experiência única em si. As montanhas oferecem picos cobertos de neve com mirantes panorâmicos, milhares de quilômetros de trilhas para diferentes níveis de preparação física e muitos outros destaques alpinos.

Não saia da Suíça sem fazer uma viagem para Lucerna e a montanha natal, Monte Pilatus , experimente o Titlis Rotair - o primeiro teleférico giratório do mundo - enquanto se levanta para Mt Titlis , fazendo uma viagem até Jungfraujoch - topo da Europa de Interlaken, ou descobrindo o Palácio Glaciar no Matterhorn (acima de), a montanha tão familiar para nós por sua conexão com os chocolates Toblerone.

Escolha uma opção de estadia que agregue à sua experiência

A Suíça tem vários albergues da juventude com preços razoáveis, limpos, seguros e com localização central. Você pode escolher um quarto individual, um quarto duplo ou um beliche e ter acesso a uma cozinha central, saguão e lounge & ndash, todos excelentes para atender viajantes com interesses semelhantes. Mesmo que você prefira não se hospedar em um albergue, a maioria dos hotéis - sejam econômicos, de preço médio ou de luxo - oferece um quarto individual por uma tarifa mais baixa do que um quarto duplo.

Viaje com facilidade com o Swiss Travel Pass

O Swiss Travel System torna as viagens individuais no país sem complicações, porque a rede eficiente de transporte público - com tudo, desde trens de alta velocidade e pontuais a ônibus, barcos e bondes - está conectada e disponível para uso com o seu suíço Passe de viagem. O Swiss Travel Pass também oferece descontos incríveis na maioria das excursões nas montanhas e dá a você entrada gratuita para quase 400 museus!

Não se esqueça de entrar nas rotas panorâmicas do trem, uma parte da herança e história da Suíça e da história, e entre as rotas ferroviárias mais bonitas do mundo, permitindo que você experimente paisagens montanhosas majestosas, lagos cristalinos, geleiras azul-gelo, vales idílicos e aldeias encantadoras Enquanto vais. Recomenda-se uma viagem no Glacier Express ou no Bernina Express.

Compulsão sem restrição

Claro, sabemos que você vai se afogar em queijo e chocolate, mas há muito mais para colocar no seu prato. A culinária suíça tem influências alemãs, francesas e italianas, então você nunca fica sem opções de pratos incríveis para escolher, e isso é para todos, seja você um amante de carne ou um vegano. Muitos restaurantes oferecem uma refeição do dia, que inclui uma salada ou sopa, uma escolha de dois ou três pratos principais e uma sobremesa excelente se você estiver em férias com orçamento limitado. Em excursões de montanha, procure a opção & lsquopicnic & rsquo, onde você pode levar sua própria refeição.

Claro, não perca um dos segredos mais bem guardados do país: o seu vinho! Quase todas as regiões produzem seus próprios vinhos. O Viognier, Pinot Gris e Chardonnay da região do Lago de Genebra e o Merlot Bianco de Ticino são particularmente bem conhecidos. Você também pode fazer uma viagem aos vinhedos de Lavaux, classificados como Patrimônio Mundial da UNESCO

E, quando você quiser uma pausa das deliciosas iguarias suíças, há muitos restaurantes indianos para lhe oferecer uma desi gosto de casa.


#WhenWeTravelAgain: Veja como enfrentar a Suíça Solo

Viajar sozinho pela Suíça é uma ótima maneira de vivenciar sua primeira viagem solo, mas, mesmo para viajantes individuais bem experientes, há muito para ver e fazer neste país europeu para alimentar seu entusiasmo e criar memórias para a vida toda.

Aqui estão sete grandes experiências para adicionar ao seu itinerário:

  1. Explore a emoção das cidades suíças
    Oferecendo uma experiência que realmente combina o antigo e o novo, as cidades suíças são ótimas bases quando você viaja sozinho. Sempre seguros, eles vêm cercados por uma paisagem espetacular (uma viagem de trem de 10 minutos o levará direto para o campo deslumbrante) e incorporam o estilo urbano e uma qualidade de vida superior que o tentará a se mudar - mesmo que apenas por um tempo .

Certifique-se de colocar alguns dias em Zurique (acima de) no seu itinerário. Encontre uma rica história na Cidade Velha, e bares e clubes da moda e o melhor da vida noturna nas partes mais novas da cidade. Qualquer que seja a cidade que você escolher para visitar, verifique com antecedência se há festivais, fogos de artifício e diversão ao ar livre - todas ótimas maneiras de conhecer locais e pessoas de todo o mundo e fazer conexões para a vida toda!

Mergulhe no campo

Você já viu os vilarejos pitorescos da Suíça em nossos filmes de Bollywood. A boa notícia é que é muito fácil chegar até eles das cidades com seu Swiss Travel Pass. Aninhadas no colo dos Alpes e dos vales circundantes, estas aldeias oferecem-lhe a oportunidade de descontrair, experimentar a vida e a cultura locais, bem como encontrar outros visitantes internacionais. Cada aldeia oferece um menu de atrações e excursões nas montanhas durante todo o ano, além de servir como ponto de partida para caminhadas no verão e oportunidades de esqui no inverno.


Imagem: Pixabay / Pexels

Vá para as montanhas
Pense na Suíça e nas montanhas e, felizmente, o país torna mais fácil para você chegar até elas. A jornada até o topo das montanhas é a bordo de um trem de roda dentada, um teleférico ou no funicular mais íngreme do mundo, o que é uma experiência única em si. As montanhas oferecem picos cobertos de neve com mirantes panorâmicos, milhares de quilômetros de trilhas para diferentes níveis de preparação física e muitos outros destaques alpinos.

Não deixe a Suíça sem fazer uma viagem para Lucerna e a montanha natal, Mt Pilatus , experiences the Titlis Rotair - the world&rsquos first revolving cable car - while getting up to Mt Titlis , taking a trip up to Jungfraujoch - Top of Europe from Interlaken, or discovering the Glacier Palace on the Matterhorn (above), the mountain so familiar to us for its connection with Toblerone chocolates.

Choose A Stay Option That Adds To Your Experience

Switzerland has a number of reasonably-priced youth hostels that are clean, safe, and centrally located. You can choose a single room, a double room or a bunk bed, and have access to a central kitchen, lobby and lounge &ndash all excellent for meeting like-minded travellers. Even if you&rsquod rather not stay in a hostel, most hotels - whether budget, mid-priced or luxury - will offer you a single room at a lower rate than a double room.

Travel Easy With The Swiss Travel Pass

The Swiss Travel System makes travelling solo in the country hassle-free, because the efficient network of public transport - with everything from the high-speed and famously-punctual trains to buses, boats and trams - is linked and available to use with your Swiss Travel Pass. The Swiss Travel Pass also offers exciting discounts on most mountain excursions, and gives you a free entry to almost 400 museums!

Don&rsquot forget to get onto the panoramic train routes, a part of Switzerland&rsquos heritage and history, and among the world&rsquos most beautiful rail routes, allowing you to experience majestic mountain scenery, crystal-clear lakes, ice-blue glaciers, idyllic valleys and charming villages as you go. A journey on the Glacier Express or the Bernina Express is highly recommended.

Binge Without Restraint

Sure, we know you&rsquore going to drown yourself in cheese and chocolate, but there&rsquos so much more to put on your plate. Switzerland&rsquos cuisine has German, French and Italian influences, so you&rsquoll never run out of options of amazing dishes to choose from, and that&rsquos for everyone, whether you&rsquore a meat lover or a vegan. Many restaurants offer a &ldquomeal of the day&rdquo, which includes a salad or soup, a choice of two or three main courses, and a dessert great if you&rsquore on a budget-conscious holiday. On mountain excursions, look for the &lsquopicnic&rsquo option where you can carry your own meal.

Of course, don&rsquot miss out on one of the country&rsquos best-kept secrets: its wine! Almost all regions produce their own wines. The Viognier, Pinot Gris and Chardonnay from the Lake Geneva region and the Merlot Bianco from Ticino are particularly well known. You can also treat yourself to a trip to the UNESCO World Heritage-listed Lavaux vineyards

And, when you want a break from the scrumptious Swiss delicacies, there are plenty of Indian restaurants to give you a desi taste of home.


#WhenWeTravelAgain: Here’s How To Take On Switzerland Solo

Travelling alone in Switzerland is a wonderful way to experience your first solo trip, but, even for well-seasoned solo travellers, there&rsquos so much to see and do in this European country to fuel your enthusiasm and make memories for a lifetime.

Here are seven great experiences to add to your itinerary:

  1. Explore The Excitement of Swiss Cities
    Offering an experience that truly blends the old and the new, Swiss cities are great bases when you travel solo. Always safe, they come surrounded by spectacular scenery (a 10-minute train ride out will take you right into the stunning countryside), and embody urban flair and a superior quality of life that will tempt you to relocate - even if only for a while.

Make sure you put a few days in Zurique (above) on your itinerary. Find rich history in the Old Town, and trendy bars and clubs and the best of nightlife in the newer parts of the city. Whichever city you choose to visit, check in advance for festivals, fireworks and al fresco fun - all great ways to meet locals and people from all over the world, and make connections for life!

Immerse Yourself in the Countryside

You&rsquove seen the picturesque villages of Switzerland in our Bollywood movies the good news is that it&rsquos super easy to get to these from the cities with your Swiss Travel Pass. Tucked in the lap of the Alps and the surrounding valleys, these villages offer you a chance to unwind, experience local life and culture, as well as meet up with other international visitors. Each village offers a menu of attractions and mountain excursions year round, as well as serves as the starting point for hiking in the summer, and skiing opportunities in winter.


Image: Pixabay/Pexels

Go To The Mountains
Think Switzerland and you think mountains, and luckily, the country makes it easy for you to get to them. The journey to the mountaintops is either on board a cogwheel train, a cable car, or on the world&rsquos steepest funicular, which is a unique experience in itself. The mountains offer snow-covered peaks with panoramic viewpoints, thousands of kilometres of hiking trails for different levels of fitness, and many other alpine highlights.

Don&rsquot leave Switzerland without making a trip to Lucerne&rsquos home mountain, Mt Pilatus , experiences the Titlis Rotair - the world&rsquos first revolving cable car - while getting up to Mt Titlis , taking a trip up to Jungfraujoch - Top of Europe from Interlaken, or discovering the Glacier Palace on the Matterhorn (above), the mountain so familiar to us for its connection with Toblerone chocolates.

Choose A Stay Option That Adds To Your Experience

Switzerland has a number of reasonably-priced youth hostels that are clean, safe, and centrally located. You can choose a single room, a double room or a bunk bed, and have access to a central kitchen, lobby and lounge &ndash all excellent for meeting like-minded travellers. Even if you&rsquod rather not stay in a hostel, most hotels - whether budget, mid-priced or luxury - will offer you a single room at a lower rate than a double room.

Travel Easy With The Swiss Travel Pass

The Swiss Travel System makes travelling solo in the country hassle-free, because the efficient network of public transport - with everything from the high-speed and famously-punctual trains to buses, boats and trams - is linked and available to use with your Swiss Travel Pass. The Swiss Travel Pass also offers exciting discounts on most mountain excursions, and gives you a free entry to almost 400 museums!

Don&rsquot forget to get onto the panoramic train routes, a part of Switzerland&rsquos heritage and history, and among the world&rsquos most beautiful rail routes, allowing you to experience majestic mountain scenery, crystal-clear lakes, ice-blue glaciers, idyllic valleys and charming villages as you go. A journey on the Glacier Express or the Bernina Express is highly recommended.

Binge Without Restraint

Sure, we know you&rsquore going to drown yourself in cheese and chocolate, but there&rsquos so much more to put on your plate. Switzerland&rsquos cuisine has German, French and Italian influences, so you&rsquoll never run out of options of amazing dishes to choose from, and that&rsquos for everyone, whether you&rsquore a meat lover or a vegan. Many restaurants offer a &ldquomeal of the day&rdquo, which includes a salad or soup, a choice of two or three main courses, and a dessert great if you&rsquore on a budget-conscious holiday. On mountain excursions, look for the &lsquopicnic&rsquo option where you can carry your own meal.

Of course, don&rsquot miss out on one of the country&rsquos best-kept secrets: its wine! Almost all regions produce their own wines. The Viognier, Pinot Gris and Chardonnay from the Lake Geneva region and the Merlot Bianco from Ticino are particularly well known. You can also treat yourself to a trip to the UNESCO World Heritage-listed Lavaux vineyards

And, when you want a break from the scrumptious Swiss delicacies, there are plenty of Indian restaurants to give you a desi taste of home.


#WhenWeTravelAgain: Here’s How To Take On Switzerland Solo

Travelling alone in Switzerland is a wonderful way to experience your first solo trip, but, even for well-seasoned solo travellers, there&rsquos so much to see and do in this European country to fuel your enthusiasm and make memories for a lifetime.

Here are seven great experiences to add to your itinerary:

  1. Explore The Excitement of Swiss Cities
    Offering an experience that truly blends the old and the new, Swiss cities are great bases when you travel solo. Always safe, they come surrounded by spectacular scenery (a 10-minute train ride out will take you right into the stunning countryside), and embody urban flair and a superior quality of life that will tempt you to relocate - even if only for a while.

Make sure you put a few days in Zurique (above) on your itinerary. Find rich history in the Old Town, and trendy bars and clubs and the best of nightlife in the newer parts of the city. Whichever city you choose to visit, check in advance for festivals, fireworks and al fresco fun - all great ways to meet locals and people from all over the world, and make connections for life!

Immerse Yourself in the Countryside

You&rsquove seen the picturesque villages of Switzerland in our Bollywood movies the good news is that it&rsquos super easy to get to these from the cities with your Swiss Travel Pass. Tucked in the lap of the Alps and the surrounding valleys, these villages offer you a chance to unwind, experience local life and culture, as well as meet up with other international visitors. Each village offers a menu of attractions and mountain excursions year round, as well as serves as the starting point for hiking in the summer, and skiing opportunities in winter.


Image: Pixabay/Pexels

Go To The Mountains
Think Switzerland and you think mountains, and luckily, the country makes it easy for you to get to them. The journey to the mountaintops is either on board a cogwheel train, a cable car, or on the world&rsquos steepest funicular, which is a unique experience in itself. The mountains offer snow-covered peaks with panoramic viewpoints, thousands of kilometres of hiking trails for different levels of fitness, and many other alpine highlights.

Don&rsquot leave Switzerland without making a trip to Lucerne&rsquos home mountain, Mt Pilatus , experiences the Titlis Rotair - the world&rsquos first revolving cable car - while getting up to Mt Titlis , taking a trip up to Jungfraujoch - Top of Europe from Interlaken, or discovering the Glacier Palace on the Matterhorn (above), the mountain so familiar to us for its connection with Toblerone chocolates.

Choose A Stay Option That Adds To Your Experience

Switzerland has a number of reasonably-priced youth hostels that are clean, safe, and centrally located. You can choose a single room, a double room or a bunk bed, and have access to a central kitchen, lobby and lounge &ndash all excellent for meeting like-minded travellers. Even if you&rsquod rather not stay in a hostel, most hotels - whether budget, mid-priced or luxury - will offer you a single room at a lower rate than a double room.

Travel Easy With The Swiss Travel Pass

The Swiss Travel System makes travelling solo in the country hassle-free, because the efficient network of public transport - with everything from the high-speed and famously-punctual trains to buses, boats and trams - is linked and available to use with your Swiss Travel Pass. The Swiss Travel Pass also offers exciting discounts on most mountain excursions, and gives you a free entry to almost 400 museums!

Don&rsquot forget to get onto the panoramic train routes, a part of Switzerland&rsquos heritage and history, and among the world&rsquos most beautiful rail routes, allowing you to experience majestic mountain scenery, crystal-clear lakes, ice-blue glaciers, idyllic valleys and charming villages as you go. A journey on the Glacier Express or the Bernina Express is highly recommended.

Binge Without Restraint

Sure, we know you&rsquore going to drown yourself in cheese and chocolate, but there&rsquos so much more to put on your plate. Switzerland&rsquos cuisine has German, French and Italian influences, so you&rsquoll never run out of options of amazing dishes to choose from, and that&rsquos for everyone, whether you&rsquore a meat lover or a vegan. Many restaurants offer a &ldquomeal of the day&rdquo, which includes a salad or soup, a choice of two or three main courses, and a dessert great if you&rsquore on a budget-conscious holiday. On mountain excursions, look for the &lsquopicnic&rsquo option where you can carry your own meal.

Of course, don&rsquot miss out on one of the country&rsquos best-kept secrets: its wine! Almost all regions produce their own wines. The Viognier, Pinot Gris and Chardonnay from the Lake Geneva region and the Merlot Bianco from Ticino are particularly well known. You can also treat yourself to a trip to the UNESCO World Heritage-listed Lavaux vineyards

And, when you want a break from the scrumptious Swiss delicacies, there are plenty of Indian restaurants to give you a desi taste of home.


#WhenWeTravelAgain: Here’s How To Take On Switzerland Solo

Travelling alone in Switzerland is a wonderful way to experience your first solo trip, but, even for well-seasoned solo travellers, there&rsquos so much to see and do in this European country to fuel your enthusiasm and make memories for a lifetime.

Here are seven great experiences to add to your itinerary:

  1. Explore The Excitement of Swiss Cities
    Offering an experience that truly blends the old and the new, Swiss cities are great bases when you travel solo. Always safe, they come surrounded by spectacular scenery (a 10-minute train ride out will take you right into the stunning countryside), and embody urban flair and a superior quality of life that will tempt you to relocate - even if only for a while.

Make sure you put a few days in Zurique (above) on your itinerary. Find rich history in the Old Town, and trendy bars and clubs and the best of nightlife in the newer parts of the city. Whichever city you choose to visit, check in advance for festivals, fireworks and al fresco fun - all great ways to meet locals and people from all over the world, and make connections for life!

Immerse Yourself in the Countryside

You&rsquove seen the picturesque villages of Switzerland in our Bollywood movies the good news is that it&rsquos super easy to get to these from the cities with your Swiss Travel Pass. Tucked in the lap of the Alps and the surrounding valleys, these villages offer you a chance to unwind, experience local life and culture, as well as meet up with other international visitors. Each village offers a menu of attractions and mountain excursions year round, as well as serves as the starting point for hiking in the summer, and skiing opportunities in winter.


Image: Pixabay/Pexels

Go To The Mountains
Think Switzerland and you think mountains, and luckily, the country makes it easy for you to get to them. The journey to the mountaintops is either on board a cogwheel train, a cable car, or on the world&rsquos steepest funicular, which is a unique experience in itself. The mountains offer snow-covered peaks with panoramic viewpoints, thousands of kilometres of hiking trails for different levels of fitness, and many other alpine highlights.

Don&rsquot leave Switzerland without making a trip to Lucerne&rsquos home mountain, Mt Pilatus , experiences the Titlis Rotair - the world&rsquos first revolving cable car - while getting up to Mt Titlis , taking a trip up to Jungfraujoch - Top of Europe from Interlaken, or discovering the Glacier Palace on the Matterhorn (above), the mountain so familiar to us for its connection with Toblerone chocolates.

Choose A Stay Option That Adds To Your Experience

Switzerland has a number of reasonably-priced youth hostels that are clean, safe, and centrally located. You can choose a single room, a double room or a bunk bed, and have access to a central kitchen, lobby and lounge &ndash all excellent for meeting like-minded travellers. Even if you&rsquod rather not stay in a hostel, most hotels - whether budget, mid-priced or luxury - will offer you a single room at a lower rate than a double room.

Travel Easy With The Swiss Travel Pass

The Swiss Travel System makes travelling solo in the country hassle-free, because the efficient network of public transport - with everything from the high-speed and famously-punctual trains to buses, boats and trams - is linked and available to use with your Swiss Travel Pass. The Swiss Travel Pass also offers exciting discounts on most mountain excursions, and gives you a free entry to almost 400 museums!

Don&rsquot forget to get onto the panoramic train routes, a part of Switzerland&rsquos heritage and history, and among the world&rsquos most beautiful rail routes, allowing you to experience majestic mountain scenery, crystal-clear lakes, ice-blue glaciers, idyllic valleys and charming villages as you go. A journey on the Glacier Express or the Bernina Express is highly recommended.

Binge Without Restraint

Sure, we know you&rsquore going to drown yourself in cheese and chocolate, but there&rsquos so much more to put on your plate. Switzerland&rsquos cuisine has German, French and Italian influences, so you&rsquoll never run out of options of amazing dishes to choose from, and that&rsquos for everyone, whether you&rsquore a meat lover or a vegan. Many restaurants offer a &ldquomeal of the day&rdquo, which includes a salad or soup, a choice of two or three main courses, and a dessert great if you&rsquore on a budget-conscious holiday. On mountain excursions, look for the &lsquopicnic&rsquo option where you can carry your own meal.

Of course, don&rsquot miss out on one of the country&rsquos best-kept secrets: its wine! Almost all regions produce their own wines. The Viognier, Pinot Gris and Chardonnay from the Lake Geneva region and the Merlot Bianco from Ticino are particularly well known. You can also treat yourself to a trip to the UNESCO World Heritage-listed Lavaux vineyards

And, when you want a break from the scrumptious Swiss delicacies, there are plenty of Indian restaurants to give you a desi taste of home.


#WhenWeTravelAgain: Here’s How To Take On Switzerland Solo

Travelling alone in Switzerland is a wonderful way to experience your first solo trip, but, even for well-seasoned solo travellers, there&rsquos so much to see and do in this European country to fuel your enthusiasm and make memories for a lifetime.

Here are seven great experiences to add to your itinerary:

  1. Explore The Excitement of Swiss Cities
    Offering an experience that truly blends the old and the new, Swiss cities are great bases when you travel solo. Always safe, they come surrounded by spectacular scenery (a 10-minute train ride out will take you right into the stunning countryside), and embody urban flair and a superior quality of life that will tempt you to relocate - even if only for a while.

Make sure you put a few days in Zurique (above) on your itinerary. Find rich history in the Old Town, and trendy bars and clubs and the best of nightlife in the newer parts of the city. Whichever city you choose to visit, check in advance for festivals, fireworks and al fresco fun - all great ways to meet locals and people from all over the world, and make connections for life!

Immerse Yourself in the Countryside

You&rsquove seen the picturesque villages of Switzerland in our Bollywood movies the good news is that it&rsquos super easy to get to these from the cities with your Swiss Travel Pass. Tucked in the lap of the Alps and the surrounding valleys, these villages offer you a chance to unwind, experience local life and culture, as well as meet up with other international visitors. Each village offers a menu of attractions and mountain excursions year round, as well as serves as the starting point for hiking in the summer, and skiing opportunities in winter.


Image: Pixabay/Pexels

Go To The Mountains
Think Switzerland and you think mountains, and luckily, the country makes it easy for you to get to them. The journey to the mountaintops is either on board a cogwheel train, a cable car, or on the world&rsquos steepest funicular, which is a unique experience in itself. The mountains offer snow-covered peaks with panoramic viewpoints, thousands of kilometres of hiking trails for different levels of fitness, and many other alpine highlights.

Don&rsquot leave Switzerland without making a trip to Lucerne&rsquos home mountain, Mt Pilatus , experiences the Titlis Rotair - the world&rsquos first revolving cable car - while getting up to Mt Titlis , taking a trip up to Jungfraujoch - Top of Europe from Interlaken, or discovering the Glacier Palace on the Matterhorn (above), the mountain so familiar to us for its connection with Toblerone chocolates.

Choose A Stay Option That Adds To Your Experience

Switzerland has a number of reasonably-priced youth hostels that are clean, safe, and centrally located. You can choose a single room, a double room or a bunk bed, and have access to a central kitchen, lobby and lounge &ndash all excellent for meeting like-minded travellers. Even if you&rsquod rather not stay in a hostel, most hotels - whether budget, mid-priced or luxury - will offer you a single room at a lower rate than a double room.

Travel Easy With The Swiss Travel Pass

The Swiss Travel System makes travelling solo in the country hassle-free, because the efficient network of public transport - with everything from the high-speed and famously-punctual trains to buses, boats and trams - is linked and available to use with your Swiss Travel Pass. The Swiss Travel Pass also offers exciting discounts on most mountain excursions, and gives you a free entry to almost 400 museums!

Don&rsquot forget to get onto the panoramic train routes, a part of Switzerland&rsquos heritage and history, and among the world&rsquos most beautiful rail routes, allowing you to experience majestic mountain scenery, crystal-clear lakes, ice-blue glaciers, idyllic valleys and charming villages as you go. A journey on the Glacier Express or the Bernina Express is highly recommended.

Binge Without Restraint

Sure, we know you&rsquore going to drown yourself in cheese and chocolate, but there&rsquos so much more to put on your plate. Switzerland&rsquos cuisine has German, French and Italian influences, so you&rsquoll never run out of options of amazing dishes to choose from, and that&rsquos for everyone, whether you&rsquore a meat lover or a vegan. Many restaurants offer a &ldquomeal of the day&rdquo, which includes a salad or soup, a choice of two or three main courses, and a dessert great if you&rsquore on a budget-conscious holiday. On mountain excursions, look for the &lsquopicnic&rsquo option where you can carry your own meal.

Of course, don&rsquot miss out on one of the country&rsquos best-kept secrets: its wine! Almost all regions produce their own wines. The Viognier, Pinot Gris and Chardonnay from the Lake Geneva region and the Merlot Bianco from Ticino are particularly well known. You can also treat yourself to a trip to the UNESCO World Heritage-listed Lavaux vineyards

And, when you want a break from the scrumptious Swiss delicacies, there are plenty of Indian restaurants to give you a desi taste of home.


#WhenWeTravelAgain: Here’s How To Take On Switzerland Solo

Travelling alone in Switzerland is a wonderful way to experience your first solo trip, but, even for well-seasoned solo travellers, there&rsquos so much to see and do in this European country to fuel your enthusiasm and make memories for a lifetime.

Here are seven great experiences to add to your itinerary:

  1. Explore The Excitement of Swiss Cities
    Offering an experience that truly blends the old and the new, Swiss cities are great bases when you travel solo. Always safe, they come surrounded by spectacular scenery (a 10-minute train ride out will take you right into the stunning countryside), and embody urban flair and a superior quality of life that will tempt you to relocate - even if only for a while.

Make sure you put a few days in Zurique (above) on your itinerary. Find rich history in the Old Town, and trendy bars and clubs and the best of nightlife in the newer parts of the city. Whichever city you choose to visit, check in advance for festivals, fireworks and al fresco fun - all great ways to meet locals and people from all over the world, and make connections for life!

Immerse Yourself in the Countryside

You&rsquove seen the picturesque villages of Switzerland in our Bollywood movies the good news is that it&rsquos super easy to get to these from the cities with your Swiss Travel Pass. Tucked in the lap of the Alps and the surrounding valleys, these villages offer you a chance to unwind, experience local life and culture, as well as meet up with other international visitors. Each village offers a menu of attractions and mountain excursions year round, as well as serves as the starting point for hiking in the summer, and skiing opportunities in winter.


Image: Pixabay/Pexels

Go To The Mountains
Think Switzerland and you think mountains, and luckily, the country makes it easy for you to get to them. The journey to the mountaintops is either on board a cogwheel train, a cable car, or on the world&rsquos steepest funicular, which is a unique experience in itself. The mountains offer snow-covered peaks with panoramic viewpoints, thousands of kilometres of hiking trails for different levels of fitness, and many other alpine highlights.

Don&rsquot leave Switzerland without making a trip to Lucerne&rsquos home mountain, Mt Pilatus , experiences the Titlis Rotair - the world&rsquos first revolving cable car - while getting up to Mt Titlis , taking a trip up to Jungfraujoch - Top of Europe from Interlaken, or discovering the Glacier Palace on the Matterhorn (above), the mountain so familiar to us for its connection with Toblerone chocolates.

Choose A Stay Option That Adds To Your Experience

Switzerland has a number of reasonably-priced youth hostels that are clean, safe, and centrally located. You can choose a single room, a double room or a bunk bed, and have access to a central kitchen, lobby and lounge &ndash all excellent for meeting like-minded travellers. Even if you&rsquod rather not stay in a hostel, most hotels - whether budget, mid-priced or luxury - will offer you a single room at a lower rate than a double room.

Travel Easy With The Swiss Travel Pass

The Swiss Travel System makes travelling solo in the country hassle-free, because the efficient network of public transport - with everything from the high-speed and famously-punctual trains to buses, boats and trams - is linked and available to use with your Swiss Travel Pass. The Swiss Travel Pass also offers exciting discounts on most mountain excursions, and gives you a free entry to almost 400 museums!

Don&rsquot forget to get onto the panoramic train routes, a part of Switzerland&rsquos heritage and history, and among the world&rsquos most beautiful rail routes, allowing you to experience majestic mountain scenery, crystal-clear lakes, ice-blue glaciers, idyllic valleys and charming villages as you go. A journey on the Glacier Express or the Bernina Express is highly recommended.

Binge Without Restraint

Sure, we know you&rsquore going to drown yourself in cheese and chocolate, but there&rsquos so much more to put on your plate. Switzerland&rsquos cuisine has German, French and Italian influences, so you&rsquoll never run out of options of amazing dishes to choose from, and that&rsquos for everyone, whether you&rsquore a meat lover or a vegan. Many restaurants offer a &ldquomeal of the day&rdquo, which includes a salad or soup, a choice of two or three main courses, and a dessert great if you&rsquore on a budget-conscious holiday. On mountain excursions, look for the &lsquopicnic&rsquo option where you can carry your own meal.

Of course, don&rsquot miss out on one of the country&rsquos best-kept secrets: its wine! Almost all regions produce their own wines. The Viognier, Pinot Gris and Chardonnay from the Lake Geneva region and the Merlot Bianco from Ticino are particularly well known. You can also treat yourself to a trip to the UNESCO World Heritage-listed Lavaux vineyards

And, when you want a break from the scrumptious Swiss delicacies, there are plenty of Indian restaurants to give you a desi taste of home.


Assista o vídeo: Suíça dois em um (Agosto 2022).