De outros

Pimenta da Jamaica é o ingrediente essencial para sua culinária de outono

Pimenta da Jamaica é o ingrediente essencial para sua culinária de outono


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Na verdade, não é uma combinação de todas as especiarias.

Existem algumas especiarias que uma pessoa comum pode rastrear exatamente até a fonte. Por exemplo, acho que a maioria das pessoas pode dizer que polvilhou canela em pó no purê de batata-doce ou usou um bastão de canela inteiro para misturar cidra de maçã quente. Outros temperos como cúrcuma, alho e gengibre são raízes que você pode encontrar frescas no supermercado. Mas, qual é o problema com a pimenta da Jamaica? É literalmente uma mistura de todas as especiarias em um recipiente compacto e delicioso?

Pimenta da Jamaica se origina da árvore perenifólia, nativa das Índias Ocidentais e da América do Sul. A baga do tamanho de uma ervilha cresce junto com o pimentão que conhecemos e amamos, e é seca em um bulbo marrom escuro e vendida inteira ou moída. Pimenta da Jamaica pode ser usada em pratos doces e salgados e tem um perfil de sabor semelhante a uma combinação de canela, noz-moscada e cravo. Este perfil de sabor complexo é o que deu origem ao nome "pimenta da Jamaica".

Comer de forma saudável ainda deve ser delicioso.

Assine nosso boletim diário para mais artigos excelentes e receitas saborosas e saudáveis.

Ao cozinhar com pimenta da Jamaica, lembre-se de que um pouco dura muito, então normalmente você só precisa de 1/8 ou 1/4 de colher de chá. Pimenta da Jamaica combina bem em pratos com outras especiarias quentes como gengibre, canela, cravo e cominho, e é frequentemente usada com ingredientes de outono, como batata-doce, abóbora e maçãs. Se você não tiver pimenta da Jamaica à mão, pode substituir 1 colher de chá de pimenta da Jamaica por 1/2 colher de chá de canela, 1/2 colher de chá de cravo e uma pitada de noz-moscada moída.

Como usar pimenta da Jamaica em algumas de nossas receitas favoritas:

Todas as informações sobre pimenta da Jamaica neste artigo são fornecidas por O companheiro do novo amante da comida 4ª Edição por Sharon Tyler Herbst e Ron Herbst, salvo indicação em contrário.


4 salva

1 Salvar

Cozinhando com pimenta da Jamaica

Enquanto Cristóvão Colombo estava ocupado confundindo as Américas com as Índias Orientais, ele também confundiu a identidade do que hoje conhecemos como pimenta da Jamaica. As bagas de pimenta da Jamaica se parecem com grãos de pimenta, e Colombo presumiu que havia tropeçado na pimenta. Portanto, em alguns círculos, a pimenta da Jamaica é conhecida como “pimento” (palavra em espanhol para “pimenta”) ou “pimenta jamaicana”.
Apesar dos repetidos esforços de cultivo, a árvore da pimenta da Jamaica obstinadamente recusou-se a estabelecer residência no Velho Mundo. Hoje, a pimenta da Jamaica pode ser a única especiaria cultivada exclusivamente no hemisfério ocidental. A Jamaica produz a maior parte, e a safra é considerada a melhor do mundo.

Recebendo esse nome porque cheira a uma combinação de canela, noz-moscada e cravo, a pimenta da Jamaica é a baga do tamanho de uma ervilha de uma árvore perene nativa da América do Sul. Usada na culinária doce e salgada, a pimenta-da-jamaica está presente na culinária caribenha, mexicana, indiana, europeia e norte-americana. É essencial no tempero jerk, pode ser encontrado em caril e molhos toupeira e é amplamente utilizado na decapagem, panificação e fabricação de salsichas. Os franceses usam em terrinas. Os suecos colocam em almôndegas. Pimenta da Jamaica inteira retém seu sabor quase indefinidamente, enquanto o material moído é melhor usado em seis meses. Deve ser armazenado em local fresco e escuro.

Em uma nota menos apetitosa, durante as guerras napoleônicas, os soldados russos colocaram pimenta da Jamaica em suas botas para manter os pés aquecidos e descobriram uma diminuição dramática no chulé. De repente, surgiu um novo mercado para o óleo de pimenta da Jamaica em cosméticos masculinos - lembra da Old Spice?


Como cozinhar pimenta da Jamaica

Para obter o máximo de fragrância e sabor, moa a pimenta da Jamaica pouco antes de começar a cozinhar sua refeição e adicione-a nos estágios finais de sua receita. Se você cozinhá-lo por muito tempo, os óleos essenciais evaporarão. & # XA0A pimenta-da-índia é um ingrediente vital - se não o mais vital - da culinária caribenha. É usado em temperos jerk caribenhos (geralmente a madeira é usada para fumar, mas o tempero é um substituto viável), em molhos moles e em decapagem. Você também encontrará pimenta da Jamaica em curry em pó, salsichas e molhos de churrasco. E - shh - mas pimenta da Jamaica pode ser aquele ingrediente especial no seu premiado pimentão. & # XA0A pimenta da Jamaica pode ser usada como um substituto, medida por medida, para canela, cravo ou noz-moscada. Por outro lado, para substituir a pimenta da Jamaica, combine uma parte de noz-moscada com duas partes de canela e cravo.


Do que é feito o tempero da torta de maçã?

  • Canela
  • noz-moscada
  • Cardamomo
  • Pimenta da Jamaica
  • Ruivo
  • canela
  • cardamomo
  • pimenta da Jamaica
  • noz-moscada
  • Ruivo
  • misture em uma jarra

Todas essas especiarias são bem básicas, especialmente a canela, mas desta vez MISTUREI AS COISAS UM POUCO.

Por esta mistura de especiarias para torta de maçã, Optei por usar canela vietnamita ou canela de Saigon. A canela vietnamita está relacionada à canela cotidiana (Cinnamomum cassia ou canela chinesa) que é usado principalmente nos EUA.

O sabor da canela chinesa é menos delicado do que as outras espécies e me parece um pouco sem graça.

A canela vietnamita (ou canela de Saigon) tem um maior teor de óleo, o que lhe confere um aroma e sabor mais potentes e, na minha opinião, é melhor para doces e guloseimas assadas.

Eu compro como um tempero a granel, eu amo tanto!

Todas as outras especiarias estão prontas para ir. Notarei que se você tiver a chance de moer sua noz-moscada fresca, faça-o, apenas corte um pouco na quantidade, já que fresca é muito mais potente!


Usos culinários

** Você pode não saber, mas pimenta da Jamaica está em muitos alimentos que você pode usar diariamente. Isso inclui: refrigerantes, goma de mascar, ketchup, molho para churrasco e carnes enlatadas.

** Pimenta da Jamaica é única por ser a única especiaria nativa do hemisfério ocidental. É originária da Jamaica, e a pimenta da Jamaica com melhor sabor vem de lá, mas alguns países da América do Sul e Central também tentam cultivá-la e têm algum sucesso.

** Como a Jamaica é o local privilegiado da especiaria, a pimenta da Jamaica é um dos principais ingredientes dos famosos estilos de culinária do país, que são conhecidos como jerking. Qualquer um come frango jamaicano? Depois de provar a carne com essa mistura de especiarias, é difícil comer frango de outra forma.

** Pimenta da Jamaica não é apenas um ingrediente comum em temperos jerk, mas também em alguns caris, temperos quentes e até mesmo como um agente de decapagem.

** Um antigo costume maia, ainda continuado no México hoje, é adicione pimenta da Jamaica ao chocolate para aquele sabor delicioso de chocolate com especiarias.

** Nos Estados Unidos, é frequentemente usado em receitas de torta de abóbora, favorito Receitas de Natal / férias, e em Chili ao estilo Cincinnati.

**Pimenta da Jamaica combina bem com essas especiarias e ervas: Pimenta preta, cardamomo, canela, cravo, cacau, cominho, alho, gengibre, menta, semente de mostarda, noz-moscada, cebola, orégano e cúrcuma.

**Pimenta da Jamaica complementa receitas com: Chocolate, Caril, Tortas de Frutas e Pudins, Caça, Cordeiro, Cidra Quente ou Vinho, Nozes, Legumes em Conserva, Peixe Defumado, Pilafs de Arroz e Frutos do Mar.

** Ao cozinhar com pimenta da Jamaica, você deve moer as frutas inteiras antes de preparar o prato e adicione-o nas fases finais do cozimento. Isso ajuda a manter a fragrância e o sabor intactos e porque o cozimento prolongado evapora os óleos essenciais.

** Bagas inteiras de pimenta da Jamaica parecem grãos de pimenta, mas são um pouco maiores e têm uma cor marrom-avermelhada.

** Como geralmente é o caso, é melhor comprar bagas de pimenta da Jamaica inteiras em vez de pimenta da Jamaica moída. Isso ocorre por alguns motivos. Em primeiro lugar, as bagas de pimenta da Jamaica inteiras têm uma vida útil longa. Eles vão se manter frescos por vários anos em um local seco e escuro. Depois de moído, ele perderá o sabor em alguns meses. Em segundo lugar, pimenta da Jamaica moída muitas vezes não é a melhor qualidade e pode ser facilmente enchida com pós de "enchimento" de especiarias semelhantes.

** Clique aqui se quiser comprar algumas bagas de pimenta da Jamaica online.

A beleza do anis estrelado, da canela e da pimenta da Jamaica

Ai está! Esta é a maior parte das informações que consegui encontrar sobre a pimenta da Jamaica. Por favor, clique aqui para a minha introdução à minha Série de Especiarias. Novamente, se você tiver algum comentário, pergunta ou informação extra para mim, fique à vontade para postar na seção de comentários abaixo!


10 ingredientes essenciais para sua despensa de outono

Agora que é oficialmente outono e eu terminei (bem, quase) de decorar a casa (você pode ver meus resultados de decoração de outono aqui ), Posso pensar em cozinhar, assar e se divertir nas férias.

Este post contém links de afiliados para produtos que adoro, usei e recomendo vivamente.

Terça-feira Dia da Dica

Ao pensar em cozinhar, assar e se divertir, você pode verificar se há alguns ingredientes essenciais em sua despensa. Aqui estão o que eu acho que são

10 ingredientes essenciais para a sua despensa de outono

Esta postagem contém links de afiliados para produtos que eu uso, adoro e recomendo.

Se você ainda não tem esses ingredientes, coloque-os na sua lista de compras. A maioria deles está disponível em seu mercado local ou você pode comprá-los online em Amazonas, Farinha do Rei Arthur , Sur la Table. Alguns ingredientes, como especiarias, duram cerca de 6 meses. Outros, como nozes, duram mais se mantidos bem embrulhados no freezer. E alguns, como o extrato de baunilha, duram até se esgotarem.

Vamos começar com algo absolutamente obrigatório. Eu guardo várias latas de purê de abóbora disponível para bolo, cupcakes, pão, cheesecake e até panquecas. Libby's é minha marca preferida.

Não posso assar sem ter nozes na mão. Eles vão em pães, brownies, saladas, misturados com outras nozes e temperos para fazer um lanche saboroso. Eu compro os meus a granel e os mantenho no congelador. A menos que sua receita peça pedaços, compre as metades, elas são um pouco mais caras, mas acho que duram mais tempo.

Nozes são outra noz favorita para usar na panificação. Também adoro adicioná-los às saladas de outono e inverno.

eu amo sementes de abóbora . Eles são ótimos para comer fora de mão e são bons para você. Polvilhe em saladas ou misture com um pouco de azeite, sal e pimenta.

Agora, para os ingredientes de panificação: Extrato de Abóbora pode adicionar uma dimensão de sabor extra à torta de abóbora, pão ou qualquer coisa que você queira para ter um sabor mais intenso de abóbora.

A torta de maçã faz parte da nossa confeitaria e Apple Pie Spice aumenta o sabor de qualquer maçã assada. Embora os ingredientes possam variar, o tempero da torta de maçã pode ser uma mistura de canela, gengibre, pimenta da Jamaica, maça ou noz-moscada. Ótimo para adicionar à compota de maçã, muffins, biscoitos e pães rápidos.

A canela é sempre um ingrediente essencial na confeitaria e no outono canela do vietnã é considerado o melhor. Seu sabor é mais rico do que outras marcas.

Você já fez um bolo sem extrato de baunilha? Provavelmente não. É um ingrediente essencial em toda panificação. Compre apenas Extrato de baunilha puro . Não economize ou vá barato com este ingrediente, evite as versões com “sabor de baunilha”. É aqui que gastar um pouco mais compensa em sabor e aroma de baunilha limpos. Minha marca favorita é de longe Nielsen-Massey feito com vagem de baunilha de Madagascar e embebido em Bourbon, não vodka. Um pouco vai longe. Tão maravilhoso quanto cheira e sabe em produtos assados, não tente prová-lo

xarope de bordo não é apenas para servir panquecas, torradas ou waffles. Adoro usar para fazer vinagrete. Despeje sobre o bacon e leve ao forno (isso é tão bom OMG). Regue sobre o presunto ou carne de porco.

Se você quiser um sabor ainda mais rico e uma textura mais espessa, experimente melaço em vez de xarope de bordo. É forte, então eu compro a versão suave.

Espero que essas recomendações o façam pensar sobre a confeitaria no outono. Você tem algum outro ingrediente favorito? Compartilhe comigo e com outros leitores o que eles são. E vamos cozinhar.

Amanhã é Quarta-feira Dia da Receita , por favor, volte aqui.


Esta é uma mistura de especiarias comumente usada na culinária indiana, paquistanesa e outras cozinhas asiáticas. Os ingredientes variam, mas uma receita típica inclui maça, noz-moscada, canela e cravo, por isso é um bom substituto para a noz-moscada. Como o garam masala também inclui grãos de pimenta, folhas de louro e cominho, esse substituto funciona melhor em pratos salgados. Substitua medida por medida.

Este favorito do outono é uma mistura de noz-moscada, pimenta da Jamaica, gengibre e canela. Então, se você usá-lo como um substituto, você estará adicionando um pouco de noz-moscada real em sua receita, além de vários outros temperos que funcionam bem como um substituto de noz-moscada. Pode ser utilizado tanto em pratos doces como salgados com bons resultados. Substitua a noz-moscada necessária por uma quantidade igual de tempero para torta de abóbora.


# 3. Cardamomo

Freqüentemente, esse ingrediente acompanha o cravo nas receitas, por isso é uma boa maneira de substituí-lo quando acabar. Lembre-se de que o cardamomo é mais picante e tem um toque cítrico, então não será tão doce quanto o cravo. O cardamomo é usado em muitos pratos, especialmente na culinária indiana, do Oriente Médio e até mesmo na sueca.

Se você quiser imitar melhor o sabor do cravo, considere adicionar canela misturada com cardamomo. Se, em vez disso, você estiver usando apenas cardamomo, talvez seja melhor adicionar apenas cerca de ⅓ do que a receita pede, porque é muito mais picante.


Índice

O que é pimenta da Jamaica?

Pimenta da Jamaica se refere aos frutos secos da planta Pimenta dioica, um arbusto perene. Recebeu este nome interessante porque seu sabor único parecia ser uma combinação de canela, noz-moscada, cravo, pimenta, zimbro e gengibre. Ela foi originalmente cultivada na Jamaica, no sul do México e na América Central, mas agora pode ser encontrada em outras partes do mundo. Também é conhecido como pimentão jamaicano, pimenta de murta e kababchini em outras partes do mundo.

As frutas da pimenta da Jamaica são colhidas quando estão verdes e verdes. Eles são então secos ao sol até ficarem marrons e se parecerem com grandes grãos de pimenta.

Essas frutas secas da pimenta da Jamaica podem ser usadas inteiras ou moídas até virar pó e usadas como tempero na culinária. As folhas das plantas de pimenta da Jamaica se parecem muito com folhas de louro e também são usadas na culinária. Além disso, as carnes fumadas com a madeira e as folhas da pimenta da Jamaica têm um sabor único. E o que mais? Pimenta da Jamaica também é amplamente utilizada em sua forma de óleo essencial.

Você deve estar se perguntando de onde veio essa especiaria indescritível. Bem, vamos dar uma olhada em sua história interessante ...

História da pimenta da Jamaica

A pimenta-da-jamaica era nativa da Jamaica e foi encontrada pela primeira vez por Cristóvão Colombo em sua segunda viagem ao Novo Mundo em 1493. Ele confundiu a pimenta-da-jamaica com pimenta (que era o que ele procurava) e a trouxe de volta para a Espanha. Aqui, foi denominado ‘pimienta’ (espanhol para ‘pimenta’) por Diego Alvarez Chanca. Assim, lentamente fez seu caminho para as cozinhas europeia e mediterrânea nos séculos 15 e 16 e continuou a ser usado amplamente até a Segunda Guerra Mundial. Nessa época, muitas árvores de pimenta da Jamaica foram cortadas e sua produção nunca foi realmente recuperada. Portanto, não é muito usado hoje.

Isso não tira o fato de que a pimenta da Jamaica é uma fonte de nutrientes de que você precisa imediatamente. Vamos dar uma olhada em alguns deles.

Qual é o valor nutricional da pimenta da Jamaica?

NutrientesQuantia
Gorduras
Gordura total0,5 g
Gordura saturada0,2 g
Gordura poliinsaturada0,1 g
Água0,5 g
Cinza0,3 g
Ácidos gordurosos de omega-34,2 mg
Ácidos graxos ômega-6 totais137 mg
Carboidratos
Carboidrato total4,3 g
Fibra Alimentar1,3 g
Calorias
Calorias totais15.8
Vitaminas
Proteína4,2 g
Vitamina A UI32,4 IU
Niacina0,2 mg
Folato2,2 mcg
Vitamina C2,4 mg
Minerais
Cálcio39,7 mg
Ferro0,4 mg
Magnésio8,1 mg
Fósforo6,8 mg
Potássio62,6 mg
Zinco0,1 mg
Sódio4,6 mg
Selênio0,2 mcg

Uma colher de sopa (6 gramas) de pimenta da Jamaica contém 0,5 gramas de gordura e 15,8 calorias. Ele também tem 4,3 g de carboidratos e absolutamente nenhum colesterol. Também é pobre em sódio e uma boa fonte de potássio, ferro, cálcio, magnésio e vitamina C.

Mmmm, todas essas coisas boas com certeza oferecem um mundo de benefícios para a saúde, não é? Então, vamos mergulhar de cabeça!

Quais são os benefícios para a saúde da pimenta da Jamaica?

Se eu pudesse renomear pimenta da Jamaica, provavelmente o chamaria de "todos os benefícios" por causa do incrível número de benefícios que ela oferece. De aliviar dores e aumentar sua imunidade e ajudar a lidar com problemas de saúde mental, não há nada que este incrível tempero não possa fazer. Vamos dar uma olhada nos benefícios.

1. É antiinflamatório

O uso tópico da pimenta da Jamaica (como óleo essencial, cataplasma ou banho quente) alivia a dor causada por uma série de condições, como dores musculares, dores nas articulações, entorses, gota, artrite e hemorróidas. Isso porque possui componentes ativos que ajudam a reduzir a inflamação e a dor (1).

2. Aids Digestão

O eugenol da pimenta da Jamaica faz maravilhas para a digestão, pois estimula as enzimas digestivas (2). Isso ajuda a reduzir várias doenças estomacais, como diarréia, prisão de ventre, vômitos, flatulência excessiva e distensão abdominal. Também ajuda a regular o processo digestivo geral com facilidade.

3. Aumenta a imunidade

Pimenta da Jamaica ajuda a aumentar a imunidade com a ajuda de sua atividade antibacteriana, que é bastante eficaz contra uma série de bactérias estomacais, como E. coli, Listeria monocytogenes, e Salmonella enterica (3). Também foi descoberto que melhora a atividade imunológica em peixes (4). Além disso, adicionar pimenta da Jamaica a certos alimentos pode neutralizar preventivamente certas bactérias antes mesmo de entrarem em seu corpo e causar estragos.

4. Tem capacidade antioxidante

Pimenta da Jamaica contém uma variedade de componentes como vitamina A, vitamina C, eugenol, quercetina e taninos que a tornam um poderoso antioxidante (5). Esses antioxidantes ajudam a eliminar os radicais livres do corpo, que são a principal causa de várias doenças (como o câncer) e de problemas relacionados à idade.

5. Melhora a saúde bucal

Pimenta da Jamaica tem sido tradicionalmente utilizada em procedimentos odontológicos por conter eugenol, que funciona como um ótimo anestésico local (6). Sua propriedade antimicrobiana também tem sido associada a uma boa gengiva e saúde bucal (7). Portanto, por mais desagradável que possa parecer, você provavelmente deve considerar adicionar gargarejos com pimenta da Jamaica à sua rotina dental diária.

6. Melhora a circulação

Massagear uma área com óleo essencial de pimenta da Jamaica cria um efeito de aquecimento e aumenta o fluxo sanguíneo e a circulação nessa área (8). Isso, por sua vez, pode ajudar a aliviar o inchaço, as dores e as dores.

7. Protege a saúde do coração

Foi descoberto que o extrato de pimenta da Jamaica cria um efeito hipotensivo e reduz a pressão arterial elevada em ratos (9). O potássio encontrado na pimenta da Jamaica também atua como um vasodilatador e aumenta o fluxo sanguíneo por todo o corpo. Isso, conseqüentemente, reduz a pressão sobre o coração, promove uma melhor saúde cardiovascular e reduz o risco de derrames e ataques cardíacos.

8. Ossos fortes

Se você procura ossos fortes, você os obterá com a ajuda da pimenta da Jamaica. O manganês encontrado na pimenta-da-jamaica é responsável por reduzir o enfraquecimento do osso espinhal em mulheres na pós-menopausa e também melhora a densidade mineral óssea em ratos (10), (11).

9. Atua como um estimulante e o deixa enérgico

O que torna a pimenta da Jamaica um excelente estimulante é seu conteúdo de ferro. O ferro atua distribuindo e transferindo oxigênio para todas as partes do corpo e cérebro para aumentar seus níveis de energia. Na verdade, um estudo descobriu que o ferro melhorou o desempenho de exercícios das mulheres e as ajudou a se exercitarem com uma frequência cardíaca mais baixa e mais eficiente, ou seja, sem se cansar facilmente (12).

10. Bom para metabolismo

Quando se trata de manter o metabolismo, a pimenta da Jamaica é uma potência absoluta por causa dos muitos minerais que contém. O ferro, por exemplo, desempenha um papel importante na geração de novas células e na produção de glóbulos vermelhos na medula óssea. Enquanto o manganês ajuda na síntese de uma importante enzima antioxidante, o potássio atua regulando a frequência cardíaca, a pressão arterial e a síntese de vários fluidos corporais.

11. Previne o câncer

As informações são um pouco confusas e contraditórias quando se trata da pimenta da Jamaica e sua capacidade de prevenir o câncer. Estudos de pesquisa mostraram que pode matar células de câncer de mama em camundongos e inibir o crescimento de células de câncer de próstata (13), (14), (15). No entanto, também contém eugenol, que pode promover o crescimento de células cancerosas em pessoas que já têm câncer ou desencadear a doença em pessoas com alto risco de serem afetadas por ele.

12. Melhora o funcionamento do cérebro

Pimenta da Jamaica é repleta de vitaminas A e B9 (folato) que melhoram e protegem o funcionamento do cérebro com a idade. Também contém riboflavina, que ajuda a reduzir a fadiga, e magnésio, que previne o declínio cognitivo e a perda de memória (16).

13. Retarda o envelhecimento

O cobre contido na pimenta-da-jamaica tem um duplo propósito quando se trata de prevenir os sinais de envelhecimento - funciona como um antioxidante para eliminar os radicais livres e também como uma coenzima importante na produção de colágeno. Com esses poderes combinados, consegue enrijecer a pele e prevenir o aparecimento dos sinais físicos do envelhecimento como manchas senis, rugas e macrodegeneração (17).

14. Bom para diabéticos

Beber chá de pimenta da Jamaica pode ser benéfico para diabéticos, pois esta especiaria tem um índice glicêmico extremamente baixo. Isso significa que causa um aumento mais lento do açúcar no sangue e, consequentemente, dos níveis de insulina. Além disso, a pimenta-da-jamaica também melhora o metabolismo da glicose e da insulina em ratos (18).

15. Ajuda a manter uma contagem de células sanguíneas saudável

Pimenta da Jamaica ajuda a manter uma contagem de células sanguíneas saudáveis ​​pela simples razão de que contém ferro e cobre - dois minerais essenciais para a formação de novas células sanguíneas (19). A deficiência desses dois minerais pode causar anemia, fadiga e fraqueza muscular.

16. Alivia as cólicas menstruais

Já sabemos que as propriedades antiinflamatórias e analgésicas da pimenta da Jamaica fazem maravilhas no alívio da dor. Portanto, não é nenhuma surpresa que os jamaicanos tenham bebido chá de pimenta da Jamaica para aliviar as cólicas menstruais por anos (20).

17. Máscara odores desagradáveis

Quando se trata de aroma, a pimenta da Jamaica tem um perfume poderoso com notas de canela, cravo, noz-moscada e gengibre, que a tornam ótima para mascarar odores desagradáveis. Esta é a razão pela qual seu óleo essencial é usado como fragrância em desodorantes, cosméticos, loções pós-barba e remédios.

18. Combate infecções bacterianas e fúngicas

Aqui está o aspecto da pimenta-da-jamaica que a torna ainda mais especial - ela garante que sua comida esteja livre de todos os tipos de micróbios nojentos, mesmo antes de colocá-la na boca. Sim, descobriu-se que a pimenta-da-jamaica mata bactérias e inibe o crescimento de fungos nos alimentos (21), (22). Isso significa que cozinhar ou conservar alimentos com esse tempero pode evitar que você adoeça devido a várias infecções.

19. Trata a depressão

É um fato amplamente conhecido que a inalação de óleos essenciais e a aromaterapia podem ajudar a tratar alguns problemas de saúde mental. O óleo essencial de pimenta da Jamaica não é exceção a esta regra. A inalação do óleo essencial de pimenta da Jamaica pode ajudar a reduzir a depressão, exaustão nervosa, tensão e estresse (23).

20. Trata os sintomas da menopausa

Tradicionalmente, a pimenta da Jamaica tem sido usada como remédio caseiro para tratar os sintomas da menopausa. Também tem sido usado como alternativa à terapia de reposição hormonal na medicina fitoterápica. No entanto, não há pesquisa científica que prove o mesmo de forma conclusiva.

Sim, não há dúvida de que esses são alguns benefícios bastante espetaculares que a pimenta da Jamaica oferece. Mas fica a pergunta: como tirar o máximo proveito dessa especiaria, além de colocá-la na comida? Bem, existem várias maneiras de usá-lo para tratar vários problemas. Continue lendo.

Usos da pimenta da Jamaica

Se você acha que pimenta da Jamaica é boa para ser usada como, bem, um tempero, você está enganado. Este tempero milagroso também pode ser usado medicinalmente para tratar uma variedade de condições, como é evidente por todos os benefícios que discutimos acima. Aqui estão as maneiras de usá-lo:

  • Tradicionalmente, a pimenta da Jamaica é usada pelos dentistas nos dentes e nas gengivas, pois contém eugenol, com algumas propriedades anestésicas e anti-sépticas.
  • Pimenta da Jamaica também contém taninos que dilatam os vasos sanguíneos e tornam a área circundante mais quente. Assim, é usado como cataplasma ou derramado em um banho quente para proporcionar alívio aos músculos doloridos e dores nas articulações causadas pela artrite.
  • O óleo essencial de pimenta da Jamaica é usado para fornecer alívio de uma série de condições, como dores de cabeça, resfriados, picadas de insetos, entorses e sinusite.
  • A inalação deste óleo essencial também é conhecida por produzir um efeito relaxante e ajudar os insones a adormecer.
  • Uma decocção de chá de ervas feita com pimenta da Jamaica é usada há muito tempo para tratar uma ampla variedade de doenças, como dores de estômago, flatulência, cólicas menstruais e diabetes.
  • Pimenta da Jamaica tem sido usada como marinada para o famoso Jerk Chicken Jamaican Jerk Chicken e para adicionar um toque de sabor à tradicional torta de abóbora.
  • Ele também é usado como tempero mulling para preparar uma série de bebidas e como agente de decapagem.

Tudo isso é muito bom, mas pode ser uma verdadeira chatice se você não conseguir encontrar pimenta da Jamaica em sua área. Se for esse o caso, abaixo está um substituto simples que você pode preparar em casa. Obviamente, não oferece os benefícios da pimenta-da-jamaica, mas pode pelo menos deixar sua comida deliciosa.

Como fazer pimenta da Jamaica

Se você não consegue encontrar pimenta da Jamaica em sua área (sinto muito), mas ainda quer experimentar todas as receitas deliciosas com que é usada, você pode preparar um substituto para ela em nenhum momento. É realmente simples. Tudo o que você precisa fazer é misturar meia colher de chá de canela em pó, cravo e noz-moscada. É isso! Agora você tem sua própria versão caseira de pimenta da Jamaica.

Agora, sempre há uma diferença de opinião quando se trata de usar qualquer tempero durante o cozimento. Enquanto algumas pessoas preferem usar especiarias moídas, outras preferem apenas jogá-las inteiras. Aqui está o que você precisa saber sobre pimenta da Jamaica quando se trata deste debate.

Como consumir pimenta da Jamaica

Quando se trata de usar pimenta da Jamaica ao cozinhar, você pode ir de qualquer maneira - use as frutas inteiras ou o tempero moído. E por ter um perfil de sabor único e multidimensional, combina bem com pratos doces e salgados.

Você pode colocar algumas frutas secas de pimenta da Jamaica em seu vinho quente ou chai durante a fabricação de cerveja para adicionar um sabor profundo e quente a ele.

Uma pitada de tempero moída polvilhada em curries, sopas ou ensopados dá-lhes um sabor mais arredondado.

Você pode até dar às suas sobremesas como torta de abóbora, torta de maçã e pão de gengibre um toque picante com esse tempero.

E, claro, você absolutamente precisa experimentar a marinada de pimenta da Jamaica que é usada para fazer o frango jerk jamaicano estalando os lábios que vamos nos aprofundar a seguir.

Receita de pimenta da Jamaica

Frango jerk jamaicano

Ingredientes
  • 6 metades de peito de frango desossado
  • 4 limas (espremido)
  • 1 xícara de água
  • 2 colheres de chá de pimenta da Jamaica moída
  • 1/2 colher de chá de noz-moscada moída
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de açúcar mascavo
  • 2 colheres de chá de tomilho seco
  • 1 colher de chá de gengibre em pó
  • 1 1/2 colher de chá de pimenta preta moída
  • 2 colheres de sopa de óleo vegetal
  • 2 cebolas
  • 1 1/2 xícaras de cebolinha
  • 6 dentes de alho
  • 2 pimentas habanero
Procedimento
  1. Corte os peitos de frango em pedaços médios e coloque-os em uma tigela grande.
  2. Despeje a água e o suco de limão sobre esses pedaços de frango.
  3. Pique a cebola, a cebolinha, o alho e o pimentão habanero até obter uma textura fina.
  4. Jogue a pimenta-da-jamaica, a noz-moscada, o sal, o açúcar mascavo, o tomilho, o gengibre, a pimenta-do-reino e o óleo vegetal no processador de alimentos e bata por cerca de um minuto.
  5. Adicione a cebola picada, cebolinha, alho e pimentão habanero à mistura de especiarias no processador de alimentos e bata até formar uma pasta lisa.
  6. Reserve 2 colheres de sopa da pasta em uma tigela pequena e despeje o restante na tigela de frango.
  7. Misture a pasta com o frango. Cubra a tigela com filme plástico e coloque na geladeira por 2 horas para marinar.
  8. Cozinhe o frango em uma grelha externa em fogo médio.
  9. Vire os pedaços com freqüência e regue-os com o restante da pasta em intervalos regulares.
  10. Grelhe-os no nível desejado de maciez.

Agora que você já experimentou um delicioso frango jamaicano, é hora de abordarmos as questões mais sérias em questão e conversarmos sobre como selecionar e armazenar da melhor forma a pimenta da Jamaica.

Como selecionar e armazenar pimenta da Jamaica

Embora você possa comprar pimenta-da-jamaica pré-moída na loja, é melhor não comprar, pois ela pode ser adulterada e não ter o sabor saudável da pimenta-da-jamaica pura.

Compre grãos de pimenta da Jamaica (certifique-se de escolher os que são redondos e pesados) e triture-os com um almofariz e pilão ou em um misturador-moedor. Guarde esta pimenta da Jamaica moída na geladeira em recipientes herméticos para reter seu sabor e usá-la antes que fique estragada e perca todo o sabor.

Se você ainda preferir evitar todo o esforço e preferir comprar sua pimenta da Jamaica já moída, aqui está onde você pode comprá-la.

Onde comprar bagas de pimenta da Jamaica

Aqui é onde você pode comprar pimenta da Jamaica em suas várias formas:

E, por último, não poderíamos dizer tudo sobre os benefícios da pimenta da Jamaica sem mostrar o outro lado, podemos? Aqui está o que você precisa saber sobre os efeitos colaterais da pimenta da Jamaica e suas interações medicamentosas.

Possíveis efeitos colaterais e interações

Pimenta da Jamaica é definitivamente um ótimo ingrediente que oferece uma série de benefícios. Mas também tem alguns efeitos colaterais dos quais você precisa estar ciente:

  • Indivíduos hipersensíveis podem ter uma reação alérgica à pimenta da Jamaica.
  • Pimenta da Jamaica pode desencadear convulsões em indivíduos epilépticos, então é melhor que eles evitem isso.
  • Pessoas com pele sensível podem apresentar erupções na pele, dermatite de contato ou outras reações após consumir ou aplicar topicamente a pimenta da Jamaica.
  • Pessoas com problemas gastrointestinais como úlceras duodenais, doença de refluxo, colite espástica, diverticulite e colite ulcerosa devem evitar consumir pimenta da Jamaica.
  • Pessoas com câncer ou com alto risco de câncer devem evitar pimenta da Jamaica, pois ela contém um componente promotor do câncer chamado eugenol.
  • Pessoas que têm distúrbios de coagulação do sangue, estão tomando anticoagulantes (incluindo aspirina) e estão prestes a fazer uma cirurgia, não devem usar pimenta da Jamaica ou seu óleo essencial por causa de seu conteúdo de fenol.
  • Mulheres grávidas e amamentando devem consultar seu médico antes de consumir pimenta da Jamaica.

Então, o que você está esperando? É hora de você estocar sua despensa com pimenta da Jamaica e polvilhar em todos os alimentos com os quais entrou em contato! Comente abaixo para nos informar qual problema você espera remediar com esta especiaria.

Respostas de especialistas para perguntas dos leitores

Qual é o melhor substituto para a pimenta da Jamaica?

Canela, cravo e noz-moscada moídos juntos em proporções iguais são um ótimo substituto para a pimenta da Jamaica.

Qual é o melhor - bagas de pimenta da Jamaica inteiras ou pimenta da Jamaica moída?

Em termos de sabor, realmente não há diferença entre bagas de pimenta da Jamaica inteiras e pimenta da Jamaica moída. No entanto, é melhor usar pimenta da Jamaica moída durante o cozimento, pois ela se dissolve no prato e confere uma distribuição de sabor mais uniforme, em oposição às frutas da pimenta da Jamaica inteiras.


As 21 principais especiarias que cada cozinha deve ter: o que incluir na sua lista de compras

Pimenta da Jamaica

Também chamada de pimenta, a pimenta da Jamaica é a fruta seca de uma árvore tropical de copa média. Usado moído ou inteiro, é usado em pratos doces e salgados.

Pimenta da Jamaica é comumente usada em pratos doces e picantes, como torta de maçã ou pão de gengibre, e adiciona profundidade a ensopados e sopas. Também é um elemento famoso no frango condimentado jamaicano!

Curiosidades: a palavra & # 8220allspice & # 8221 foi cunhada na década de 1620 pelos ingleses, que pensavam que a fruta seca era uma combinação de cravo, canela e noz-moscada.

Manjericão

O manjericão é uma erva com aroma de terra que é excelente para adicionar em sopas, sanduíches, massas, ensopados e assim por diante! É extremamente versátil e está facilmente disponível nos supermercados, seja seco ou fresco.

Gosto muito de manjericão fresco, mas a variedade seca também tem muitos usos excelentes! Eu adoro usá-los na massa, mas os secos são úteis quando estou fazendo guisados ​​- os sabores penetram melhor quando são adicionados durante o cozimento.

Esta erva não é apenas deliciosa, mas também boa para a saúde. O manjericão contém nutrientes como cálcio, vitamina C, vitamina K, ferro e potássio.

Folhas de louro

Folhas de louro são geralmente adicionadas a ensopados, sopas e marinadas que você precisa remover antes de servir. Isso é comum nas cozinhas indiana e mediterrânea, mas meu uso mais comum é para adobo de prato filipino.

You would usually find bay leaves sold in bulk in supermarkets. Don’t worry if you’re getting more than you need. You can freeze some of them and they can last for years!

Black Peppercorns

This is one of the most basic, most essential items on this list. Like salt, peppercorns should always be present in any cook’s kitchen—it’s actually the most widely used spices in the world!

There are many types of peppercorns—white, red, green, pink, just to name a few—but one of the most popular is the black variety. Black peppercorns are mildly hot and aromatic.

I suggest that you get whole peppercorns and have a high-quality grinder—an investment, but it does wonder to any dish! Black pepper tastes so much better when it’s ground fresh.

Cardamom

In native countries like India and Nepal, cardamom is a spice that is made from different seeds in the ginger family.

Cardamom flavors are very unique. Often used in Indian cooking, it has a strong, smoky aroma with hints of mint and lemon. Fresh cardamom seeds are excellent, but the powdered version is not bad either.

One of the things you need to know about this spice is that it’s expensive compared to the other items on this list. If you think that it won’t fit your budget, there are substitutes like coriander seeds and nutmeg.

Cayenne Pepper

Frequently used in Mexican, Chinese, and Korean cuisine, cayenne pepper is an excellent spice if you want to add a spicy kick to your dish.

I love Mexican food, so I usually use this spice in beef tacos, taco seasoning, and homemade chili. This is also used in Sichuan cooking, which I would usually order at any Chinese restaurant!

This spice has been used in traditional Ayurvedic and Chinese medicine for ages. Some of its benefits include the treatment of muscle and joint pains. Studies even suggest that it helps burn calories!

Canela

Some of the wonderful health advantages of cinnamon include possible anticarcinogenic and anti-inflammatory properties. It also helps fight diabetes and has antifungal and antiviral properties.

I use powdered cinnamon more than the sticks, but no one’s stopping you from getting both! The powder is great in apple pies, French toast, as well as savory dishes like lamb or beef stews.

Occasionally, I’d make myself a glass of warm milk with a stick of cinnamon. Not only does it taste really good—woody and sweet—it also helps me relax and fall asleep <cinnamon milk is great for insomniacs!>

Cloves

I usually use cloves—aromatic flower buds—in pumpkin pie to get that bittersweet and warm, woody flavors.

Cloves have a number of health benefits. It’s an expectorant <great for those who have respiratory infections>, helps treat acne, and has anti-inflammatory properties.

If this is your first time to use cloves in cooking, make sure that you pay attention to the recipe—a little goes a long way! Too much clove could make the dish unpleasantly strong.

Cumin

A popular ingredient in Mexican and cuisines, cumin is considered as one of the most popular spices in the world.

You can get either get the seeds whole or ground. When using them whole, make sure that you test it first before you add them to your dish. If you’re grinding them, see to it that you grind it fresh to maximize the flavors.

It has a unique peppery and nutty flavor that I absolutely love. I use it in curries, chilis, and stews. Some of its health benefits include vitamin E, potassium, iron, manganese, and zinc.

Pó de Caril

Curry powder is a blend of different spices, including cumin, turmeric, and coriander. Spicy and sweet at the same time, this spice is often used in curry and chili powder recipes.

This is a must-have in the kitchen if you like to cook Indian food. The beautiful yellow color brightens the dish, and the combination of spices adds layers and layers of unique flavors.

Dried Oregano

Love Italian, Mediterranean, and South American food? Then don’t forget to add dried oregano to your spice rack! This versatile citrusy herb provides depth to sauces and stews.

Another great thing about this herb is that it’s packed with the good stuff: vitamin K, minerals like iron and manganese, and antioxidants! It’s also a natural source of Omega-3 fatty acids!

Dried Rosemary

Rosemary is a well-known ingredient in Mediterranean cooking. This herb has a unique flavor that has a combination of peppery and woody and is extremely aromatic.

Although there are a number of herbs that have similar flavor profiles, there is nothing better than the real thing, so I suggest that you use rosemary if it’s what the recipe specifically calls for.

I’ve started using this on roast chicken, but I eventually moved to homemade bread. What I like about rosemary is you only need to add a little bit to enhance the flavor—a little definitely goes a long way!

Garlic Powder

I love using fresh garlic, but its powdered version is also equally important. Garlic powder is basically ground, dehydrated garlic <another popular variation is garlic salt, which simply combines the two ingredients>.

Aside from the extended shelf life, I also like the fact that I can easily use it in quick dressings and roasts. I believe that garlic powder is underrated—it is extremely versatile, and no, I disagree that it’s for lazy cooks!

You can easily find this in any supermarket, but it’s more fun if you try making your own from scratch! It’s simple: all you need to do is dehydrate the garlic using an oven or food dehydrator, and crush them.

Ground Coriander

For those who are wondering about the difference between cilantro <the leaf> and coriander <the seed> here’s a simple description of each: Coriander has sweet, sour, and citrus notes and cilantro has minty and peppery flavors.

Ground coriander is a common ingredient in Mexican and Latin American dishes. It’s widely used in sauces and marinades, as well as curries and rubs <it’s great with chicken!>.

I would use ground coriander in my enchiladas. I’ve also recently discovered that it’s excellent with fennel, so I’m going to be combining them more often now.

Ground Ginger

Did you know that ground ginger has a more intense flavor than fresh ones? This is because the powdered, bottled version is more concentrated. A tablespoon of fresh ginger is equivalent to a ¼ teaspoon of ground ginger!

Ginger’s many health benefits include relieving digestive problems like loss of appetite and Irritable Bowel Syndrome <IBS> and helps get rid of motion sickness and nausea. It also contains loads of vitamins.

I use ground ginger in baking. Gingerbread cookies are staples in my household! I would also use it to make ginger tea when I’m out of the fresh variety.

Nutmeg

Nutmeg is another spice that I would usually use in baking and making béchamel sauce <and more recently, creamed spinach>. It has a combination of warm, earthy, and spicy tones.

Not many people know this, but nutmeg continues to stir controversy. It is advised that you use only small amounts in your cooking, as studies suggest it has toxic properties and side effects if taken in large doses.

I suggest you only buy a small bottle of this for your spice rack. A little nutmeg goes a long way, and a small bottle will already cover dozens of dishes.

Onion Powder

This is very similar to what I talked about with garlic powder. Onion powder is basically dehydrated, ground onions used as a seasoning. This process makes it about 10 times stronger than fresh onion in terms of flavor.

This can also be easily found in supermarkets, but it’s also very easy to make your own from scratch: dry the onions in an oven or dehydrator, and then crush them.

This one’s excellent in marinades and rubs! Keep in mind that onion powder has a tendency of caking, so make sure that it’s locked tight after using, and placed in a cool, dry place.

Páprica

Made from ground dried fruits of capsicum annum peppers, paprika is excellent for stews, marinades, and spice mixture. Aside from flavoring, it’s also used to add beautiful red color to dishes.

There are different spice levels to paprika, so I suggest that you try out a number of brands first. The spice levels are mild to spicy–look for the one that suits your recipe best!
You can get regular paprika, but I highly recommend the smoked variety. Smoked paprika easily adds another layer of flavor to dishes!

Red Pepper Flakes

Also referred to as chili flakes, red pepper flakes are dried and crushed red chili peppers.

This is one of the spices that never run out of my kitchen. I use red pepper flakes mostly on pasta and stews. It gives dishes an instant kick of spiciness that I love!
If this is your first time buying these pepper flakes, I suggest that you try two to three brands <they’re usually inexpensive, don’t worry>.
Chili flakes have different spiciness levels due to the number of seeds included—the more seeds, the spicier. I usually get the mild-spicy variety, so I can sprinkle plenty on my dish but not get overpowering heat.

Thyme

Used in Mediterranean and Cajun cuisines, Tomilho is an aromatic herb that is commonly used in meats and poultry. I love fresh thyme, but it’s also good to have these things around, especially if I don’t need to use a lot on the dish.

This fragrant and woody herb has been used for thousands of years, not only for cooking but for various health advantages as well. It has antibacterial properties and can be a good cough remedy.
Thyme is a component in bouquet garni and herbes de Provence. What I like about thyme is that it retains its flavor even when dried, so I know that I’m still getting all of the flavors I need even if it’s dry!

Turmeric

If you’re just entering the wonderful world of curry making, this is the spice that you must always have in your kitchen.

Aside from bringing great flavor and beautiful color to curry, turmeric also provides a lot of health benefits: it’s used for joint and stomach pain, arthritis, ulcer, Chron’s disease, high cholesterol, and so on.

Aside from curries, I add turmeric powder to rice <the family loves Fragrant Yellow Rice> and mix it with some tea with milk and honey.

I’m sure that turmeric powders in supermarkets are great, but it’s usually fresher if you buy it from a local Indian supermarket.

There You Have It!

Did this list help you? You do not necessarily need to buy all of these things at once because you won’t be using them all at the same time anyway. You can build your spice rack slowly but surely.

I strongly suggest that you get the highest quality spices you can find. I usually skip the grocery stores for those that I can find in smaller stores, like Latin and Asian supermarkets.


Assista o vídeo: Pimenteiras: 7 dicas para ter Sucesso no cultivo (Pode 2022).